Olhar Direto

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Notícias / Cidades

Perícia aponta que marido bateu cabeça de mulher várias vezes em muro após pedrada; vítima morreu

Da Redação - Wesley Santiago

04 Dez 2018 - 16:32

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto/Reprodução

Perícia aponta que marido bateu cabeça de mulher várias vezes em muro após pedrada; vítima morreu
A perícia feita no corpo de Janice Oliveira dos Santos Almeida, de 30 anos, que morreu após ter sido brutalmente espancada pelo marido, identificado como Renato Almeida da Silva, 45 anos, apontou que o agressor bateu a cabeça da vítima por diversas vezes no muro da residência dos dois. O homem foi preso nesta terça-feira (04), pela Polícia Militar, após representação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, de Tangará da Serra (244 quilômetros de Cuiabá).

Leia mais:
Com várias fraturas no crânio, mulher morre em Cuiabá após levar tijolada do marido
 
Conforme a delegada Liliane Soares Diogo, várias testemunhas foram ouvidas, bem como o próprio suspeito. No interrogatório, alegou que Janice havia pego um tijolo e machucado a perna do companheiro, o qual para se “defender” revidou pegando o mesmo tijolo e desferido  na cabeça da vítima.
 
“Porém o resultado da perícia apontou a existência de sangue do muro, indicando que o agressor bateu a cabeça da vítima por diversas vezes no muro. Também foi encontrado vestígios de sangue e cabelo da vítima no tijolo usado para atingi-la”, contou a delegada Liliane Soares Diogo.
 
Diante dos fatos a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão preventiva do autor. Renato Almeida da Silva foi detido pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira (04), quando saía do seu local de trabalho.
 
O crime aconteceu no dia 12 de outubro deste ano, em uma quitinete no bairro Alto da Boa Vista. A vítima foi socorrida e hospitalizada com lesão no rosto, tratado como trauma no crânio encefálico gravíssimo, múltiplas fratura no crânio frontal, sangramento pelo ouvido e correndo risco de óbito.
 
Na ocasião, Janice foi transferida para o Pronto Socorro de Cuiabá, onde morreu no dia 25 de novembro.
 
O preso foi conduzido para Delegacia de Polícia e, posteriormente, levado a unidade prisional da região.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Breno
    04 Dez 2018 às 20:50

    Mas rapazzz..... Esse cara ainda estava solto ? Foi preso ao sair do trabalho ? Era para estar atrás das grades desde o espancamento , aguardando julgamento ! ?????????