Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias / Copa 2014

Yuri Bastos revela detalhes da reta final para nomeação das cidades-sedes

Da Redação - Humberto Frederico

23 Jan 2009 - 10:22

Em visita ao Olhar Direto, o secretário de Desenvolvimento do Turismo de Mato Grosso, Yuri Bastos Jorge, justificou a péssima infra-estrutura da recém inaugurada ala de desembarque do aeroporto Marechal Rondon que não conta com ar-condicionado, assentos suficientes, praça de alimentação e nem visor indicando os horários dos vôos.

Yuri confirmou também que Cuiabá "briga" com Campo Grande para a sediar a Copa do Mundo, já que o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, disse que a região da Amazônia e do Pantanal deverá ter uma sede.

Quanto ao relacionamento Governo do Estado e Prefeitura de Cuiabá, o secretário afirmou que a candidatura de Cuiabá para recepcionar o evento internacional não tem problema de ordem política, mas ele reclamou da falta de investimento da prefeitura da capital do Estado. 

Ele também falou sobre o roteiro dos inspetores da Fifa, que estarão em Cuiabá a partir do dia 3 de fevereiro, para analisar as reais chances da Capital de Mato Grosso sediar a Copa 2014.


Confira os principais trechos da entrevista:

Visita da Fifa

"Os representantes da Fifa chegarão no dia 3 de fevereiro. No outro dia, 4 de fevereiro, faremos um vôo sobre a cidade, para em seguida nos dirigirmos ao Palácio Paiaguás. No palácio, apresentaremos dentro do auditório Clóvis Vettorato os nossos projetos acerca do estádio Verdão, que deverá ser demolido caso Cuibá seja confirmada como sede da Copa. Vamos apresentar também, todos os grupos que já se manifestaram na intenção de investir na cidade, pois a Fifa exige que além do Poder Público, a cidade tenha também investidores privados. Além dos inspetores da Fifa, estará presente durante a visita, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira."

Aeroporto

"Eu confesso que a nova ala de desembarque de passageiros está longe de ser o ideal. Na verdade, a demanda por vôos internacionais em Mato Grosso estava muito grande. Mas nosso Estado não podia fazer pois não tinha estrutura adequada. Para passarmos a receber os vôos internacionais, resolvemos ampliar o aeroporto e foi construída aquela ala de desembarque, que foi feita às pressas, é verdade. Houve problema na licitação do ar-condicionado, mas nesta semana fui pessoalmente conversar com o superintendente da Infraero em Mato Grosso (Sérgio Kennedy) e ele me garantiu que o problema já está sendo resolvido"

Arena multi-uso

"A falta de um clube de Mato Grosso pode atrapalhar e muito a vinda da Copa para Cuiabá, pois eles tem medo de montarem uma enorme estrutura para o estádio, e depois não haverá jogos que possam dar o retorno esperado para o dinheiro gasto. Mas estamos mostrando, que a o nosso projeto não é só para o futebol, mas também para diversas outras atividades. 'Derrubaríamos' o Verdão para construir uma arena multi-uso, que após a Copa serviria para abrigar shows e eventos em geral"

Governo x Prefeitura

"Quando nos candidatamos levamos ao Ricardo Teixeira que a candidatura de Cuiabá não tem problema de ordem político. O nosso relacionamento com o prefeito Wilson Santos (PSDB) tem sido bom, mas até hoje a Prefeitura de Cuiabá não investiu nenhum dinheiro para a vinda da Copa, apesar de já termos pedido a colaboração deles"

Chances de sediar a Copa

"As chances são grandes, estamos acreditando que este sonho está próximo. O presidente da CBF já avisou que Centro Oeste terá uma sede, além de Brasília. Goiânia está muito próximo da Capital Federal, então Cuiabá e Campo Grande é quem brigaria por essa vaga, além do Ricardo Teixeira ter confirmado que a região do Pantanal terá uma sede. Na briga com a capital do Mato Grosso do Sul, acho que temos muito mais estrutura"

Início dos trabalhos

"Se em março Cuiabá for confirmada como cidade-sede da Copa do Mundo, em abril começamos a licitação das obras, sem dúvida, pode me cobrar"
Sitevip Internet