Olhar Direto

Quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

Governador reafirma que PAC está atrasado e que Cuiabá pode perder recursos

O governador Blairo Maggi (PR) voltou a reafirmar que as obras do Plano de Aceleração e Crescimento (PAC) de Cuiabá estão atrasadas e que há o risco de perder os recursos que tem uma previsão total de R$ 238 milhões entre os governos federal, estadual e municipal. Maggi afirmou que recebeu uma correspondência do Governo Federal cobrando atuação “mais enérgica” da execução do programa.

Apesar do prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), alegar que as obras do PAC estão adiantadas, o governador enfatizou hoje pela manhã, que o andamento do programa na capital mato-grossense está atrasado e é preciso fechar as brechas. “O fato é que as obras estão atrasadas e temos que acelerar para não deixar brechas de cortes”, declarou Maggi durante a primeira visita política do ano,em Várzea Grande.

No entanto, a polêmica parece continuar e a expectativa para resolver de vez essa situação está voltada para a reunião de técnicos, agendada para esta quinta-feira (15), e ainda entre o governador e o próprio prefeito, no Palácio Paiaguás. Segundo Maggi, a pauta de reivindicações de Wilson será avaliada e dentro do que for possível, atendidas. “Sempre fui parceiro com Cuiabá e vamos atender dentro das possibilidades”, disse.

Já sobre a proposta do prefeito de colocar à disposição do Estado a indicação para o adjunto da Secretaria Extraordinária do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o governador alegou ainda que considera desnecessário. “Não vou fazer essa indicação, o prefeito é que tem que escolher pessoas da sua confiança.Não estou aqui discutindo sobre retirar ou assumir o PAC, mas que as obras de fato ocorram em Cuiabá”, pontuou. 

Leia também:

Maggi faz primeira visita política em VG e assina mais de R$ 22 milhões em convênios

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet
x