Olhar Direto

Domingo, 22 de setembro de 2019

Notícias / Política MT

Prefeitura responde a criticas do chefe da casa civil do estado sobre o PAC

Da Assessoria

03 Jan 2009 - 23:07

O Secretário Municipal de Comunicação Social de Cuiabá, Maurélio Menezes divulgou nota oficial hoje respondendo as críticas feitas pelo Secretário chefe da casa Civil do governo do estado em relação as obras do PAC em Cuiabá.As críticas fazem parte de uma entrevista veiculada pelo site Rdnews.

Confira na integra a nota oficial assinada pelo Secretário Maurélio Menezes:

Para que a verdade seja restabelecida

Em relação a entrevista do secretário estadual da casa civil, Eumar Novack, veiculada no site Rdnews, temos a esclarecer que:

O gabinete do prefeito Wilson Santos ainda não recebeu nenhum pedido de audiência por parte do secretário Novack; 

Assim que o receber, e se o receber, o secretário Novack será prontamente atendido pelo Secretário de Governo, Andelson Gil do Amaral, e pela diretoria da Sanecap; 

Sobre o PAC e sobre outros assuntos de interesse de Cuiabá, o Prefeito Wilson Santos conversará exclusivamente com o Governador Blairo Maggi, a quem, desde o inicio de agosto, encaminhou três pedidos de audiência. O quarto será encaminhado na segunda-feira, dia 05 de janeiro. Os três primeiros foram solicitados por meio dos ofícios GP 933/2008, de 04 de agosto de 2008, GP 950/2008, de 12 de agosto de 2008 e GP 1380/2008, de 29 de outubro de 2008; 

As afirmações do Secretario Novack sobre o andamento das obras do PAC em Cuiabá não condizem com a verdade. Em todo o país o ritmo das obras está aquém do esperado conforme publica a revista Veja desta semana. Mas, em Cuiabá, como reconhece oficialmente a Caixa Econômica Federal, o ritmo das obras é o mais adiantado do estado e está acima da média nacional; 

Ao afirmar que a ETA do Tijucal ainda não foi concluída "por falta de cronograma e acompanhamento da Caixa Econômica Federal", o Secretário Novack demonstra total desconhecimento sobbre o assunto e mesmo sobre o que significa "Eta Tijucal", cujo complexo é muito mais que uma simples estação de Tratamento de Água;
O secretário demonstra também não ter idéia do que são as obras do PAC, uma vez que a ETA Tijucal, que começou a ser construída muito antes do governo federal lançar o PAC, é apenas uma parte do Programa; 

O Prefeito Wilson Santos tanto sabe da importância do saneamento ambiental que começou a investir no setor com recursos próprios da Prefeitura de Cuiabá muito antes da existência do PAC e que a primeira providência em seu segundo mandato foi oficializar a criação da Secretaria Extraordinária para Assuntos do PAC, cuja mensagem de criação está sendo elaborada pela Procuradoria do Município, será encaminhada à Câmara, e terá como titular o engenheiro civil João Vieira; 

Portanto, as declarações do secretário Novack deixam claro que ele não está a serviço do interesse público e sim de terceiros, como durante o período eleitoral esteve a gráfica do pai dele, na qual a Polícia Federal apreendeu panfletos apócrifos (que não eram assinados por ninguém) impressos lá para tentar atingir a honra do prefeito Wilson Santos, de sua família e do então candidato a Vice Prefeito, Chico Galindo; 

Em relação à reportagem "Fiasco do PAC atrapalha Dilma rumo ao Planalto" uma correção ao texto da repórter Flávia Borges, também veiculado no site RDNews. Ao anunciar os destaques da revista Veja desta semana, a repórter faz referência ao texto "O PAC Empacou" e comete um equívoco que levar a interpretações erradas. No texto a repórter afirma que: "Em Cuiabá, embora o prefeito Wilson Santos (PSDB) negue, as obras registram atrasos." Como está colocado o texto da repórter, RDNews passa a impressão que a revista de maior circulação nacional se refere às obras em Cuiabá, o que também não é verdade. No texto da revista, assinado pelo repórter Diego Escosteguy, não é feita uma referência sequer às obras em Cuiabá. Mais que isso, a reportagem deixa claro que o "empacamento" deve-se a fatores externos às prefeituras. Eles vão desde licenciamentos ambientais a intervenções do Ministério Público (que no caso de Cuiabá, é bom lembrar, é um grande parceiro da Prefeitura) e a falta de liberação de recursos pelo próprio governo federal.


Maurelio Menezes

Secretário Municipal de Comunicação de Cuiabá


Sitevip Internet