Olhar Direto

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Esportes

São Paulo cede empate ao Paulista, mas se mantém no G - 4

Gazeta Esportiva

22 Mar 2009 - 17:35

O São Paulo não conseguiu segurar a vitória contra o Paulista neste domingo, mas, mesmo assim, segue com sua vaga na zona de classificação do Campeonato Paulista. Depois de abrir o placar em Jundiaí, o Tricolor cedeu o empate aos donos da casa e teve de se conformar com o resultado de 1 a 1, apesar de ter usado seu time principal neste domingo.

O zagueiro Rodrigo abriu o placar no início do segundo tempo para o time de Muricy Ramalho. Porém, o Galo da Japi igualou a contagem pouco depois, com Zé Carlos. Com o resultado, o São Paulo chegou aos 30 pontos no Estadual e se mantém em terceiro lugar. Já o Paulista aparece com 15, próximo da zona de rebaixamento.

O time de Muricy Ramalho volta a campo na quarta-feira para enfrentar o Noroeste, em Bauru. No mesmo dia, o Paulista atuará novamente em casa, desta vez diante do Botafogo.

O jogo: O São Paulo começou a partida pressionando os donos da casa, mas foi o Paulista quem ameaçou primeiro. O atacante Zé Carlos bateu da meia-lua e errou o alvo. No entanto, o Tricolor não demorou a mostrar jogadas de perigo na frente. Aos 14 minutos, Borges invadiu a área e disputou com dois defensores. A bola espirrou para Washington completar para as redes, mas o árbitro assinalou falta de Borges sobre um dos zagueiros, no início da jogada.

No lance seguinte, em boa tentativa do Tricolor, Borges dominou na área, driblou um dos marcadores e tocou na saída do goleiro, que defendeu com o pé e salvou os donos da casa. O técnico Muricy Ramalho ainda levou um susto pouco depois, já que Rogério Ceni foi atingido pelo braço de Marcelo Xavier e precisou de atendimento médico. O capitão, porém, conseguiu seguir em campo.

Depois das tentativas dos atacantes, os meio-campistas apareceram na frente. Hernanes carregou a bola em contragolpe e rolou na esquerda para Hugo, que cruzou no meio da área, onde apareceu Washington para dominar e chutar, exigindo defesa de André Luís. Instantes depois, o Coração Valente cobrou falta da intermediária, a bola desviou na barreira e passou perto da trave.

O Paulista também se arriscou na frente durante o primeiro tempo, mas continuou levando mais sustos. Borges driblou Freire na meia-direita e bateu forte, e André Luís espalmou. Pouco depois, o Tricolor teve oportunidade em cobrança de falta, mas Jorge Wagner bateu para fora. E o São Paulo continuou perigoso na partida. Washington tabelou com Borges e saiu de frente para a meta, mas Ramalho apareceu no momento do chute para travar com o atacante.

Na resposta dos donos da casa, Marcelo Toscano encontrou espaço para avançar pela meia-direita e bater forte, obrigando Rogério Ceni a fazer boa defesa. O Paulista voltou a ameaçar os visitantes logo depois, quando Felipe Azevedo recebeu na área e finalizou, para defesa do capitão tricolor. Porém, o último lance de perigo da etapa foi criada pelo São Paulo. Jorge Wagner avançou pela intermediária e bateu rente à trave.

As duas equipes voltaram sem alterações para a segunda etapa, e Jean foi quem chegou primeiro para chutar, dando pouco trabalho para André Luís defender. No lance seguinte, Hernanes soltou um foguete de longe e viu o arqueiro espalmar. Melhor em campo, o São Paulo foi contemplado com um gol aos sete minutos. Jorge Wagner cobrou escanteio e Washington disputou pelo alto com André Luís. A bola sobrou nos pés do zagueiro Rodrigo, que chutou para as redes.

No entanto, aos 12, o time local igualou a contagem também em jogada de bola parada. Depois de cobrança de escanteio, a bola desviou em Hernanes e chegou para Zé Carlos bater forte e empatar a partida. Do outro lado, o Tricolor teve falta a seu favor quase em cima da linha da grande área. Rogério Ceni rolou para Hernanes, que bateu longe da meta.

O técnico Muricy Ramalho, então, promoveu a estreia do volante Eduardo Costa, que entrou no lugar de Hugo. Assim, Hernanes passou a ter mais liberdade para avançar. Já no Paulista, Léo Costa entrou no lugar de Alex Oliveira. O time da casa, inclusive, chegou com perigo na frente, mas Léo Costa demorou para se decidir na área e chutou em cima do defensor.

O Paulista também criou boa jogada aos 36, quando Marcelo Toscano recebeu atrás da zaga e tocou na saída de Rogério Ceni, mas Eduardo Costa salva o Tricolor. Na resposta, Hernanes chutou de longe e parou no goleiro André Luís. No último lance de perigo do jogo, o camisa dez invadiu a área, driblou um defensor e chutou para nova defesa do arqueiro.




Sitevip Internet