Olhar Direto

Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Notícias | Variedades

Promoção

Confira nomes de sorteados para degustação de vinho do Olhar Direto

O Facebook do Olhar Direto realizou mais uma promoção. Desta vez, quatro internautas foram sorteados para participar da Degustação Comentada de Vinhos Argentinos e Uruguaios promovida pela rede Big Lar.

Confira nomes de sorteados para degustação de vinho do Olhar Direto
O Facebook do Olhar Direto realizou mais uma promoção. Desta vez, quatro internautas foram sorteados para participar da Degustação Comentada de Vinhos Argentinos e Uruguaios promovida pela rede Big Lar.

Os internautas Francisco De Assis Lopes e Rosa Judite são os ganhadores do convite para a degustação desta quarta-feira (23). Já os leitores Rodrigo Botelho Accioly e Giovana de Oliveira ganharam convites para a degustação de quinta-feira (24).

O evento, tanto na quarta quanto na quinta-feira, começa às 20h na sede da Associação Mato-grossense dos Magistrados (AMM). Os sorteados terão seus nomes divulgados no site e poderão retirar os convites na unidade da rede Big-Lar da avenida Miguel Sutil.

Para quem não for sorteado, o convite custa R$ 50 e deve ser adquirido com antecedência em qualquer unidade da rede de supermercados. O valor total será doado ao Hospital do Câncer de Cuiabá (em eventos anteriores, os recursos foram destinados a instituições como a Associação da Espinha Bífida, Associação Via-Láctea e Lar dos Idosos São Vicente de Paulo).

A degustação vai contar com palestra do diretor executivo e ex-presidente da Associação Brasileira de Sommeliers em São Paulo, Arthur Piccolimini de Azevedo. Fonte rara de informações técnicas ou históricas e comentários sobre toda a cultura gastronômica e turística na qual o vinho se insere, Azevedo já rodou o mundo acumulando experiência com a bebida e suas variedades. Mais sobre ele pode ser conferido no site www.artwine.com.br.

Hermanos

Desde 1999 a rede Big-Lar realiza encontros de degustação, sempre dando ênfase a um ou dois países ou regiões. Por fim, os encontros acabam fornecendo informações valiosas para o consumidor não se perder no meio de tantos rótulos nas prateleiros do supermercado.

Desta vez o foco são os vinhos argentinos e uruguaios, explica o enófilo Roberto Correa, consultor de bebidas da rede. Os argentinos, assim com os chilenos, já conquistaram o mercado local e são dos mais importantes produtores mundiais de vinho, mas uma atenção mais apurada para a produção dos hermanos, geralmente lembrados pelo sucesso no cultivo da uva Malbec na região de Mendoza (perto da fronteira com o Chile), pode revelar agradáveis surpresas durante a degustação.

Já os uruguaios são a verdadeira novidade. “Até para mim são um pouco desconhecidos”, comenta Correa. De penetração ainda incipiente no mercado brasileiro, os uruguaios estão apostando na produção da variedade Tannat (de origem francesa, assim como a Malbec), que atualmente vem sendo cultivada inclusive na região setentrional do país (perto da cidade de Artigas e do Estado brasileiro do Rio Grande do Sul), além do extremo-sul (como no departamento de Canelones).

Em comparação com a Malbec, Correa explica que a Tannat desenvolvida pelos uruguaios exige um cuidado ainda maior por parte das vinícolas: ela deve ser colhida no perfeito estado de maturação para que sua adstringência natural (característica compartilhada com a Malbec, porém com mais intensidade) não acabe se tornando uma sensação exagerada.

Por outro lado, é justamente esta qualidade que lhe confere um alto poder de harmonização, com potencial para “quebrar” a gordura de determinados alimentos, produzindo um equilíbrio entre os sabores e também limpando as papilas gustativas. O resultado é uma sensação de bem estar única, efeito que vem acompanhado de toda uma carga histórica e cultural sob inúmeras variedades – coisa que dificilmente outra bebida proporciona, defende Correa.

“Isso só confirma a filosofia e o pioneirismo do Big-Lar de promover essa cultura do vinho, que é milenar. O vinho é a bebida mais saudável que existe. Vinho é cultura, não é só uma garrafa. Mas não se trata apenas de colocar na gôndola e vender, é preciso propagar essa cultura, ensinar as pessoas a compreender as diferenças e como apreciar a bebida, que é a mais versátil para se acompanhar uma refeição”.



Atualizada às 12h40

Leia também:

Olhar Direto sorteia convites para degustação de vinhos

Comentários no Facebook

Sitevip Internet