Olhar Direto

Notícias / Copa 2014

Incansável, costarriquenho usa feijão para parar Robben

Terra

02 Jul 2014 - 22:00

Celso Borges era um desconhecido entre os brasileiros antes da histórica campanha da Costa Rica na Copa do Mundo. O volante brasileiro naturalizado costarriquenho, filho do ex-técnico da seleção, Alexandre Guimarães, confia justamente em um segredo em comum entre os países para agora parar a dupla destaque da Holanda: os atacantes Arjen Robben e Robin Van Persie.

"Vou no de sempre. O feijão da Costa Rica tem nos dado um plus. É normal por lá e só no dia do jogo que muda, mas estamos acostumados", disse.

Borges se refere ao "gallo pinto", combinação de arroz e feijão fritos que é consumida no país latino, parecida com o prato típico brasileiro.

O resultado vem em campo. O camisa 5, homem de confiança do técnico Jorge Luis Pinto, é um dos atletas que mais correu neste Mundial: 46.317 metros, atingindo o seu pico diante da Grécia, 14.473. O líder no quesito é Michael Bradley, dos Estados Unidos, mas já eliminado da competição, com 54.709.

"Quando nos classificamos, fizeram uma série de provas que acusaram no que poderíamos melhorar, uma delas era a força. Falando com o professor, vimos que poderíamos ganhar mais nisso, na força aeróbica, e começamos a trabalhar desde dezembro. Foi uma boa fase para fazer isso, essa posição de meio de campo exige muito, pois vou de área a área, então é necessário ter boa capacidade física", explicou.

Van Persie e Robben marcaram seis gols, três cada, da impecável campanha da Holanda até então na competição.

"Temos muitas informações (sobre eles). Pressionaremos bem no meio de campo, são coisas que temos que levar em conta, o trabalho não só defensivo, como ofensivo. Precisamos ser inteligentes para nos movimentar", argumentou. "O que treinamos hoje foi bastante produtivo, tanto de maneira ofensiva, quanto defensiva".

Celso segue os passos do pai, brasileiro ídolo no país caribenho que disputou a Copa de 1990, na Itália, como jogador e dirigiu os costarriquenhos em 2002, no Japão e Coreia do Sul, e 2006, na Alemanha.

A Costa Rica viaja para enfrentar a Holanda na sexta, após a atividade de manhã. A partida ocorrerá no sábado, às 17h (de Brasília), na Arena Fonte Nova. Para o confronto, o técnico Jorge Luis Pinto não contará com o zagueiro Duarte, expulso diante da Grécia, e ainda tem dúvidas com relação a seu substituto, o zagueiro Roy Miller, que trata de lesão. O goleiro Keylor Navas ainda se recupera de lesão no ombro e não treinou nesta quarta.
Sitevip Internet