Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

Notícias / Turismo

TAM fará novos investimentos na aviação regional no Brasil

Da Assessoria

07 Jan 2015 - 10:43

TAM fará novos investimentos na aviação regional no Brasil
A TAM Linhas Aéreas afirmou recentemente que vai ampliar ainda mais seus investimentos em aviação regional no Brasil. O presidente do Conselho de Administração da TAM, Marco Antônio Bologna, e a presidente da TAM Linhas Aéreas, Claudia Sender, informaram que a companhia pretende aumentar suas operações entre quatro e seis destinos por ano a partir de 2015.

"Nosso objetivo é utilizar para estas novas rotas aviões de última geração. Estamos esperando que as negociações sejam concluídas e os preços estabelecidos, para buscar condições adequadas de financiamento", afirma Bologna. As negociações com alguns fabricantes de aeronaves, incluindo a empresa brasileira Embraer, já estão em etapa avançada. Já foram encomendadas 18 novas aeronaves e a TAM pretende ter estas transações concluídas até o final do primeiro trimestre de 2015. 

"Devido à dimensão do Brasil, a aviação entre destinos domésticos é fundamental", comenta Claudia Sender. Para a presidente, o desenvolvimento da infraestrutura de aeroportos nas cidades menores é mais importante que o modelo de subsídio que o governo pretende estabelecer.

A TAM é uma das principais protagonistas da expansão da aviação nacional com investimentos que podem chegar aos US$ 4.600 até 2018 e a mais de 50 pedidos de novos aviões, além das transações que  [Âncora] já estão em curso.

A empresa ainda está estabelecendo parcerias e arrendando aviões menores para realizar operações regionais. Prova desta estratégia, em curto prazo, é o recente acordo de código compartilhado realizado entre a TAM e a Passaredo, Cia. Aérea de Ribeirão Preto. A transação permite ampliar ainda mais a venda de passagens aéreas para destinos domésticos, objetivo da TAM. 

​A TAM Linhas Aéreas afirmou recentemente que vai ampliar ainda mais seus investimentos em aviação regional no Brasil. O presidente do Conselho de Administração da TAM, Marco Antônio Bologna, e a presidente da TAM Linhas Aéreas, Claudia Sender, informaram que a companhia pretende aumentar suas operações entre quatro e seis destinos por ano a partir de 2015.

"Nosso objetivo é utilizar para estas novas rotas aviões de última geração. Estamos esperando que as negociações sejam concluídas e os preços estabelecidos, para buscar condições adequadas de financiamento", afirma Bologna. As negociações com alguns fabricantes de aeronaves, incluindo a empresa brasileira Embraer, já estão em etapa avançada. Já foram encomendadas 18 novas aeronaves e a TAM pretende ter estas transações concluídas até o final do primeiro trimestre de 2015. 

"Devido à dimensão do Brasil, a aviação entre destinos domésticos é fundamental", comenta Claudia Sender. Para a presidente, o desenvolvimento da infraestrutura de aeroportos nas cidades menores é mais importante que o modelo de subsídio que o governo pretende estabelecer.

A TAM é uma das principais protagonistas da expansão da aviação nacional com investimentos que podem chegar aos US$ 4.600 até 2018 e a mais de 50 pedidos de novos aviões, além das transações que  [Âncora] já estão em curso.

A empresa ainda está estabelecendo parcerias e arrendando aviões menores para realizar operações regionais. Prova desta estratégia, em curto prazo, é o recente acordo de código compartilhado realizado entre a TAM e a Passaredo, Cia. Aérea de Ribeirão Preto. A transação permite ampliar ainda mais a venda de passagens aéreas para destinos domésticos, objetivo da TAM. 
Sitevip Internet