Olhar Direto

Terça-feira, 21 de maio de 2019

Notícias / Educação

Professores aprovam paralisação de 24 horas e podem entrar em greve a qualquer momento

Da Redação - Thaís Fávaro

04 Fev 2019 - 18:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Professores aprovam paralisação de 24 horas e podem entrar em greve a qualquer momento
O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) decidiu  entrar em estado de greve em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (4), no ginásio da Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá. A categoria optou por parar as atividades por 24 horas no dia 12 de fevereiro, podendo deflagrar greve geral a qualquer momento. Cerca de 400 mil alunos da rede estadual poderão ficar sem aula.

Leia mais
Professores discutem paralisação das atividades; Assembleia deverá definir greve na segunda-feira
 
De acordo com o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, o sindicato está em 'Assembleia Permanente', podendo ser convocada uma nova reunião em até 72 horas para dar início à greve. O debate realizado pelo Conselho de Representantes nos dias 2 e 3 de fevereiro foi importante para entender as necessidades da categoria e dar andamento na assembleia. 

O Conselho foi realizado com os professores Marcos Caron e Edna Sampaio, além do dirigente do Sintep/MT, professor Henrique Lopes. Juntos eles traçaram um olhar sobre a economia e a politica nacional e estadual destacando as influencias das decisões implementadas internacionalmente e os impactos nos municípios, no cotidiano da escola e das comunidades.

23 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sassá Mutema
    06 Fev 2019 às 14:13

    Se os professores lotados na sede da seduc (a maioria com 2 cadeiras, com mestrado) voltassem para as salas de aula, já seria uma reduçõa de gastos com contratos de interinos

  • Bruno Mendes
    06 Fev 2019 às 12:41

    Greve e greve!!! Educação não é gasto, educação é investimento! Senhor governador e senhores deputados, vamos taxa as exportações bilionárias que em nada vão empobrecer os produtores, em contrapartida, com o desinvestimento na educação haverá um grande prejuízo intelectual, e por conseguinte um aumento exponencial de diversas mazelas para a sociedade.

  • DESEMPREGADO
    06 Fev 2019 às 09:19

    OS PROFESSORES TEM QUE SE UNIR E FAZER UM BAIXO ASSINADO PARA ABAIXAR OS SALÁRIOS DOS VEREADORES E AUMENTAR O SALÁRIO DOS PROFESSORES O POVO TODO ASSINA FAÇAM LOGO !!

  • Curimbatá
    05 Fev 2019 às 18:20

    No medici é só pizzaria e cerva. Os marido cheio de gaio

  • DESEMPREGADO
    05 Fev 2019 às 17:23

    ALGUÉM TEM QUE FAZER UMA BAIXO ASSINADO PARA DEVE SER FEITO UMA BAIXO ASSINADO PARA ABAIXAR OS SALÁRIOS DOS DEPUTADOS E AUMENTAR O SALÁRIO DOS PROFESSORES URGENTE O POVO TODO ASSINA COM CERTEZA !!

  • Bruno Cuiabano
    05 Fev 2019 às 08:45

    Deveriam entrar e reinvindicar o aumento igual ao do STF de quase 17%, para a classe é mais do que justo. Quanto ao do judiciário no havia necessidade.

  • Sérgio Santos
    05 Fev 2019 às 07:33

    A greve neste momento seria sensata e plausível. Muitos desrespeitos e negações de direitos dos servidores públicos e cidadãos/cidadãs de Mato Grosso.

  • Juliane Soares Santos
    05 Fev 2019 às 07:26

    Não se esqueçam de adicionar a convocação dos cadastros reserva do último concurso.

  • Antonio
    05 Fev 2019 às 07:14

    Que vergonha professores. Ficaram vários anos com medinho do governo anterior por cargos e agora quando seca fonte.............

  • JOSE NILDO
    04 Fev 2019 às 21:51

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet