Olhar Direto

Terça-feira, 19 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Após oito meses de obra parada, Sinfra rompe contrato e convoca segundo colocado em licitação

Da Redação - José Lucas Salvani

08 Set 2019 - 08:23

Foto: Christiano Antonucci

Marcelo padeiros é secretário da Sinfra

Marcelo padeiros é secretário da Sinfra

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra-MT) rompeu o contrato com a Terraplenagem Centro-Oeste (TCO), após oito meses de paralisações de restauração de conservação da MT-343. Agora, quem deve assumir é a empresa que ficou na segunda posição, a Guaxe Construtora.

Leia mais:
Comissão pede rescisão de contrato de empresa que teria atrasado obra de rodoviária para lucro próprio

“No dia 4 de setembro a empresa Guaxe Construtora, segunda colocada na concorrência pública do objeto em questão, foi convocada a se manifestar sobre o interesse de realizar a execução do remanescente da obra em decorrência da rescisão unilateral do contrato. Pelo prazo legal, a empresa tem cinco dias para apresentar sua manifestação. O período encerra-se na próxima quarta feira, dia 11 de setembro de 2019”, esclareceu a presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL) da Sinfra, Adriana Silveira Henrique.

O contrato com a TCO teve início em 2014 e, após cinco anos, apenas 22% dos trabalhos previstos foram executados. A rescisão foi confirmada no dia 15 de agosto de 2019. No dia 28, ocorreu o chamado “estudo de vantajosidade”, que indicou como melhor opção a convocação da segunda colocada no certamente para assumir a obra.

A presidente da CPL acrescenta que em julho de 2019 a Sinfra, por meio da Adjunta de Obras Rodoviárias, notificou a construtora TCO do interesse de rescindir o contrato e abriu prazo legal para posicionamento da empresa. Porém, a equipe técnica de engenharia não concordou com os apontamentos apresentados para justificar a morosidade na obra e decidiu pela rescisão.

De acordo informações contidas no processo de rescisão, a justificativa para o rompimento do contrato foi o não cumprimento do cronograma físico-financeiro da obra, com a última medição registrada em dezembro de 2018. “Foram emitidas mais de 10 notificações à empresa TCO referentes a inconformidades na obra e atrasos na execução, porém sem mobilização da empresa”, relata o processo, que conta inclusive com abaixo-assinado de moradores da região reivindicando o término da obra.

Obra

O contrato 407/2014 previa a execução dos serviços de conservação, restauração e melhoramento do meio ambiente da MT-343, no trecho entre o distrito de Assari, passando pelo município de Denise (distante 208 km de Cuiabá), chegando até Arenápolis (a 237,9 km da capital), num total de 58,14 quilômetros. Caso a empresa aceite retomar as obras, a assinatura do contrato e a mobilização serão agilizados, atendendo solicitação do secretário.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • MARCO
    08 Set 2019 às 14:08

    Quero Parabenizar o Secretario da Sinfra Marcelo Padeiro por estar recapeando a parte que faltou na MT 040 chegando em Santo Antonio do Leverger, está ficando muito bom e deixando bonito a entrada da cidade, Parabéns Secretário.

  • Renan
    08 Set 2019 às 10:10

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • jose a silva
    08 Set 2019 às 10:00

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Casemiro
    08 Set 2019 às 09:45

    O Gerente algum dia tem que mudar de comportamento, se não fica manjado né?

Sitevip Internet