Olhar Direto

Quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Mauro prioriza rombo na Previdência e descarta usar R$ 665 mi do pré-sal para pagar salários

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

16 Out 2019 - 15:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mauro prioriza rombo na Previdência e descarta usar R$ 665 mi do pré-sal para pagar salários
O recurso de aproximadamente R$ 665 milhões que deve chegar aos cofres de Mato Grosso ainda neste ano, referente à distribuição a estados e municípios de parte do bônus de assinatura do leilão de campos excedentes do pré-sal, já aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, não será utilizado para pagar salários ou 13° de servidores. 

Leia também
Projeto que garante mais R$ 665 milhões para MT é aprovado no Senado e aguarda sanção presidencial


A informação foi confirmada pelo governador Mauro Mendes (DEM), que explicou que o dinheiro servirá somente para cobrir déficit da previdência e investimentos.

“Este recurso poderá ser aplicado exclusivamente para investimento ou para pagar déficit da previdência, que lamentavelmente temos em Mato Grosso. Não poderemos usar este recurso para pagar salário, transferir para duodécimo aos poderes e até mesmo pagar custeio dentro do Governo”, declarou o governador nesta quarta-feira (16).

O chefe do Executivo também agradeceu ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a quem ele chamou de ‘gigante’ por ter articulado a aprovação do novo projeto de distribuição do que for arrecadado no leilão para União, estados e municípios.

“Este foi um trabalho feito com muitos atores. Agradeço muito o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, que foi um gigante nesta articulação, onde ele conseguiu reunir vários líderes partidários e construiu um acordo para que nós pudéssemos aprovar e ter este recurso distribuído aos Estados e municípios”, afirmou.

Aprovado por unanimidade no Senado durante sessão desta terça-feira (15), o texto terá que passar pela sanção presidencial.

O calculo da nova distribuição será feito com os dois terços do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e um terço seguindo as regras referente ao Fundo de Auxílio à Exportação (FEX) e Lei Kandir, que beneficia estados exportadores como Mato Grosso.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vinicius
    17 Out 2019 às 08:22

    OBSERVANDO, O resto que voce menciona no seu comentario é o bolço do governo e secretarios?, porque não vejo ele fazer outra coisa a não ser Ditador

  • batmam
    16 Out 2019 às 22:57

    por esse e outros motivos que governara MT iigual l PEDRO TAQUES SO 4 ANOS... BY BY MAURO MENTES

  • Paulo
    16 Out 2019 às 22:51

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Marcos feira do porto
    16 Out 2019 às 18:43

    Esse tal de @observando deve ser algum candidato frustrado a algum concurso do estado. Por isso passa o dia a desejar o mal e o caos para essas pessoas. Eu como comerciante aqui do porto torço pra que um dia essa gente volte a receber seus ganhos em paz pois a maioria é cliente da minha banca aqui. Obrigado

  • Dona Salete do Tijucal
    16 Out 2019 às 18:41

    Só desavisados iam acreditar que ele usaria isso pra pagar o povo do estado kkkk esta evidente que ele só usou essa gente pra ganhar voto e fazer promessas furadas rs

  • Hernan Montenegro
    16 Out 2019 às 18:36

    Muito Bem Governador Mauro em nao utilizar os 665 milhoes de reais do Pre-sal para pagar salario de servidores públicos. Tem que investir esse recurso no Setor Previdenciario, Educaçao,Saúde, Segurança e Infraestrutura . Va em frente que 90% da populaçao que nao e funcionario do Governo lhe aplaude.

  • Observando
    16 Out 2019 às 18:07

    Quer dizer que todo dinheiro que entrar para o estado tem que ser para pagar aumento do funcionalismo? Negativo. Daqui alguns anos o estado vai arrecadar só para pagar o funcionalismo. E o resto???

  • alexandre
    16 Out 2019 às 17:23

    Vai usar pra pagar duodécimos e verba indenizatória..

  • Vinicius
    16 Out 2019 às 16:08

    Isso é mais uma desculpa para esse cara não dar reajuste ou RGA para o funcionalismo Público, ele esta inventando de tudo, mais ficam na alerta que em 2022 tera eleição de novo e claro que ele ira querer sair a reeleição ninguem que perder essa boquinha

  • Moacir
    16 Out 2019 às 15:57

    Dinheiro para pagar suposta dívida..quem fiscalizará esses repasses?? Logo silval terá colegas.

Sitevip Internet