Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Botelho critica projeto que extingue municípios e pede mobilização de bancada federal

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

06 Nov 2019 - 17:17

Foto: Maurício Barbant/AL

Botelho critica projeto que extingue municípios e pede mobilização de bancada federal
A proposta de fusão de municípios com baixa sustentabilidade financeira sugerida pelo Governo Federal preocupou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM). O parlamentar considera que a iniciativa será ruim para Mato Grosso, que pode ser atingido em pelo menos 30 cidades.

Leia também
Presidente da AMM critica proposta de Bolsonaro que pode extinguir 34 cidades de MT


Em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (06), após a sessão ordinária, Botelho alertou sobre a necessidade da criação de uma força-tarefa junto à bancada federal de Mato Grosso e de governadores para não deixar a ideia prosperar.

“Temos que mobilizar a bancada federal e conversar com governadores. Acho que isso não vai prosperar no Congresso. Tenho essa convicção pois o impacto será muito grande. Lutamos para criar esses municípios que já estão estruturados, funcionando e acabar com eles, hoje, seria um retrocesso. Acredito que o Congresso vai ter sensatez, sensibilidade e não vai aprovar isso”, afirmou o presidente.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, também criticou proposta do governo Jair Bolsonaro (PSL) que prevê que essas cidades sejam incorporadas por municípios vizinhos.

A ideia integra pacote de medidas do Governo Federal para alterar a Constituição e tentar melhorar a situação das contas do setor público. Além disso, o governo pretende restringir a criação de novos municípios.

Segundo a assessoria da AMM, lideranças municipalista já estão se articulando com os dirigentes da Câmara e do Senado para tratar sobre a proposta do governo. O senador Wellington Fagundes, que integra uma das Frentes de Defesa dos Municípios, já está conversando com as lideranças municipalistas. Da mesma forma o deputado Silvio Costa, da Frente do Novo Pacto Federativo, também está trabalhando junto com os deputados, no sentido de discutir exaustivamente esta proposta.


Veja a lista das cidades com menos de 5 mil habitantes:

Araguaiana - 3.100 pessoas 

Araguainha – 935 pessoas 

Canabrava do Norte – 4.743 pessoas 

Conquista D'Oeste - 4.038 pessoas 

Figueirópolis D'Oeste - 3.494 pessoas 

Glória D'Oeste  - 3.026 pessoas 

Indiavaí - 2.752 pessoas 

Itaúba – 3.802 pessoas

Luciara – 2.077 pessoas

Nova Nazaré – 3.849 pessoas 

Nova Brasilândia – 3.829 pessoas 

Nova Marilândia - 3.278 pessoas 

Novo Horizonte do Norte – 4.004 pessoas 

Novo Santo Antonio – 2.640 pessoas 

Nova Guarita – 4.519 pessoas 

Nova Santa Helena - 3.718 pessoas 

Planalto da Serra – 2.662 pessoas

Ponte Branca – 1.576 pessoas 

Porto Estrela - 2.963 pessoas 

Reserva do Cabaçal – 2.732 pessoas 

Ribeirãozinho – 2.405 pessoas 

Rondolândia – 4.001 pessoas 

Salto do Céu – 3.365 pessoas 

Santa Carmem – 4.525 pessoas 

Santo Afonso – 3.146 pessoas 

Santa Cruz do Xingu – 2.564 pessoas 

Santa Rita do Trivelato – 3.429 pessoas 

São José do Povo – 4.063 pessoas 

São Pedro da Cipa – 4.727 pessoas 

Serra Nova Dourada – 1.650 pessoas 

Tesouro – 3.805 pessoas 

Torixoreu – 3.609 pessoas 

União do Sul – 3.525 pessoas 

Vale de São Domingos – 3.127 pessoas
 

28 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • João bicudo
    07 Nov 2019 às 13:02

    Nobre deputado, o nr de eleitores não vai diminuir o que vai diminuir vão ser suas bases de apoio que só servem para politicagem que nada agrega e soma na qualidade dos serviços prestados ao municipio e a população apenas interessa a um grupo político que quer perpetuar na politica, uma vez que está lhes garante muito

  • Maria
    07 Nov 2019 às 11:29

    SENHOR DEPUTADO BOTELHO, RETROCESSO É ESSAS SEQUENCIAS DE LEIS QUE FRAGILIZA A FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL E A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS PROPOSTAS PELA MAIORIA DOS DEPUTADOS E RETIRANDO DO INDEA. É SEMPRE VISANDO A FLEXIBILIZAÇÃO DAS NORMAS E COM ISSO GERA À APARÊNCIA QUE ESSES DEPUTADOS MADEIREIROS TENTA, INSISTENTEMENTE E A TODO CUSTO, ENFRAQUECER O SISTEMA DE CONTROLE AMBIENTAL E DA ARRECADAÇÃO REALIZADO POR MEIO DA IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS E DESENVOLVIDA PELO INDEA A MAIS DE 40 ANOS. É POR ISSO QUE ESSA ATIVIDADE DE IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS, É RECONHECIDA EM TODO BRASIL, PRINCIPAL PELA POLÍCIA FEDERAL, E SE TORNOU UM IMPORTANTE INSTRUMENTO DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DO TRANSPORTE DE MADEIRAS EXTRAÍDA NO TERRITÓRIO MATO-GROSSENSE....A FISCALIZAÇÃO SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA AQUELES QUE ANDAM NA ILEGALIDADE, E AINDA MAIS O INDEA TEM DE SER UM ÓRGÃO DO ESTADO, E NÃO DE UM GOVERNO OU DE DEPUTADOS, ISSO SE CHAMA RETROCESSO MESMO.

  • Ares
    07 Nov 2019 às 10:03

    Olha o que está acontecendo no município de santo Antonio de leverger é um exemplo claro que realmente alguns municípios devem ser extintos a arrecadação é só pra pagar vereadores prefeito e mordomias para os seus apadrinhados porque a assembleia e a AMM não socorre o município de santo Antonio de leverger?

  • jose ricardo
    07 Nov 2019 às 09:20

    Cala a boca Botelho! o povo já não aguenta mais trabalhar para pagar mordomias de politicos.

  • Milkão
    07 Nov 2019 às 09:08

    Critica porque? Esses municípios não possuem auto suficiência, somente ônus para o erário, agora pra quem está pendurado e mamando e se viabilizando politicamente como como o nobre deputado, não é negócio né! Se até hj esses municípios não se viabilizaram estruturalmente e financeiramente, a proposta é mais que justa. Porque são os melhores e mais disputados cargos como emprego nesses locais? Prefeito, vice prefeito, vereadores, secretários das prefeituras e câmaras, etc.....

  • O povo
    07 Nov 2019 às 08:52

    Ta bom, mas a critica dele foi baseada no que ? no achismo do mesmo? nos traga números e dados Sr. presidente, falar que vai ter grande impacto é muito vago. Em contra partida, unificar estes municípios trará uma enorme economia na máquina publica que cai entre nós, nas ultimas décadas não tem trago beneficio algum para a população.

  • JÃO DO PORTO VOTE NO NOVO
    07 Nov 2019 às 08:47

    NUNCA votei, e nunca votarei nessa pessoa. Esta indo contra o Brasil.

  • Nonato
    07 Nov 2019 às 08:39

    Tem que acabar mesmo com esses municípios que vivem apenas de fpm

  • Nonato
    07 Nov 2019 às 08:39

    Tem que acabar mesmo com esses municípios que vivem apenas de fpm

  • Ane
    07 Nov 2019 às 08:12

    Deveriam reduzir o número de deputados e senadores, e reduzir a VI deles, a economia seria enorme. #extinçãodosmunicipiosjá.

Sitevip Internet