Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Advogada detida ao tentar entrar com câmera espiã na PCE alega uso para provar maus tratos

Da Redação - Wesley Santiago

11 Dez 2019 - 15:35

Foto: Reprodução

Advogada detida ao tentar entrar com câmera espiã na PCE alega uso para provar maus tratos
A advogada Priscilla Braga Alves, de 30 anos, detida na tarde da última terça-feira (10), na Penitenciária Central do Estado (PCE), ao tentar entrar na unidade com diversos equipamentos tecnológicos, entre eles uma câmera espiã, alegou aos agentes penitenciários que o objeto seria utilizado por seu cliente para comprovar maus tratos que, supostamente, os reeducandos vêm sofrendo no local.

Leia mais:
Advogada é detida ao tentar entrar com relógio inteligente e câmera espiã na PCE
 
Aos policiais penais, a advogada teria alegado que tentou entregar para um dos presos materiais de filmagem para provar que eles estariam sofrendo maus tratos por parte dos agentes dentro da unidade.
 
O fato é negado pelos agentes, que apontam que os reeducandos têm brigado entre si e depois colocado a culpa nos servidores do sistema prisional, com o intuito de descreditar a operação que está sendo realizada no local.
 
Por conta disto, o Estado afirma que tem tomado todas as cautelas para garantir a integridade dos presos e que, após qualquer denúncia de agressão, eles são levados para realizar exame de corpo de delito, para averiguar a veracidade.

 

Denúncias
 
A Defensoria Pública de Mato Grosso apresentou, no início do mês, os resultados do mutirão carcerário que foi realizado na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. A segunda subdefensora pública-geral, Gisele Chimatti Berna, que é coordenadora do regime especial de atendimento à PCE, afirmou que além de constatar uma superlotação de 275% na unidade, a Defensoria colheu 108 declarações de maus tratos e tortura contra presos.
 
Além da insalubridade e de situações de escassez de água e altas temperaturas, a defensora Gisele Chimatti afirmou que foram feitas muitas denúncias de maus tratos e tortura por parte dos agentes prisionais aos presos.
 
“Quando chegamos na PCE houve sim queixa dos presos, de excesso por parte dos agentes [...] Nós colhemos dos presos 108 declarações de maus tratos e tortura, isso ainda vai ser apurado para tentar se levantar os responsáveis”, afirmou.
 
Advogada detida
 
A advogada Priscilla Braga Alves, de 30 anos, foi detida na tarde da última terça-feira (10), na Penitenciária Central do Estado (PCE), ao tentar entrar na unidade com diversos equipamentos tecnológicos, entre eles uma câmera espiã. Os agentes penitenciários, ao perceberam o nervosismo da acusada, conseguiram evitar a entrada dos objetos.
 
Segundo nota da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), a advogada tentou entrar com carregador portátil, fone de ouvido e uma pequena filmadora espiã e um cabo USB na carceragem da unidade. Os objetos seriam, provavelmente, entregues para reeducandos da PCE.
 
De acordo com as informações do boletim de ocorrência, uma agente penitenciária percebeu o nervosismo da advogada. Quando ela passou pelo detector de metal, o aparelhou apitou várias vezes, apontando que haviam objetos que não poderiam entrar na unidade prisional.
 
Também foi apreendido com a advogada um papel, que continha instruções de como operar a câmera espiã, que estava embutida em uma chave.

15 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • josé de souza
    12 Dez 2019 às 13:08

    A FALTA DE AGUA NO CCC, JUIZ CORREGEDOR, MAIS DE DUAS SEMANAS, SE NÃO TEM ESTRUTURAS FECHA, GOVERNDOR MAURO MENDES, O PRESIDIO CCC ESTÁ SEM AGUA, MP VAMOS AVERIGUAR.

  • Ares
    12 Dez 2019 às 10:25

    Ela fez um boletim de ocorrência pra formalizar a denúncia em órgãos fiscalizadores? Ela tinha autorização judicial pra efetuar a espionagem de torturas de maus tratos alegado pelos cruéis criminosos? Não né então só lamento

  • josé de souza
    12 Dez 2019 às 10:17

    FIZ UM COMENTARIO SOBRE CCC DE CUIABÁ??????????????????

  • PALHARES
    12 Dez 2019 às 10:02

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Paolo
    12 Dez 2019 às 09:49

    E engoliram essa?? KKKKKKK brasil sil.

  • Edgar
    12 Dez 2019 às 09:45

    É a lama.

  • Degas
    11 Dez 2019 às 21:50

    Que vergonha,hein advogada?!!! Não pode tudo não.E que desculpinha mais idiota.

  • Carlos
    11 Dez 2019 às 21:36

    Depois vem o presidente da OAB ainda dizer que os eleitores do Bolsonaro tem problemas mentais.

  • josé de souza
    11 Dez 2019 às 19:08

    OLÁ JUSTIÇA DE MATO GROSSO, CCC CENTRO DE RESSOCIALIZAÇÃO DE CUIABÁ-MT, ENCONTRA-AE SEM PARA OS DENTENTOS, CADÊ OS DIREITOS HUMANOS, MINISTERIO PUBLICO, GOVERNADOR ACORDA, SEM AGUA PARA OS DETENTOS,MAIS DE DUAS SEMANAS, OAB ACORDA.

  • Jair
    11 Dez 2019 às 19:06

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet