Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Prefeito volta a cobrar governador e diz que VLT não sairá sem apoio da bancada federal

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Wesley Santiago

16 Dez 2019 - 14:08

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Prefeito volta a cobrar governador e diz que VLT não sairá sem apoio da bancada federal
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) voltou a cobrar o Governo do Estado a buscar maior participação da bancada federal para conseguir viabilizar recursos e encontrar uma solução para conclusão da obra do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que está paralisada desde 2014 e tem causado bastante transtorno para a população de Cuiabá e Várzea Grande.

Leia também
Governo gasta mais de R$ 32 milhões com diárias em onze meses; secretária é campeã em reembolso


Para o chefe do Executivo Municipal, a obra não irá ter continuidade se o governador Mauro Mendes (DEM) não buscar ajuda com os oito deputados federais e os dois senadores, a exemplo do que ele fez para concluir a obra do Hospital Municipal de Cuiabá.

“Eu sou totalmente favorável ao VLT, até porque eu vejo o VLT não apenas como uma virada de página e uma humanização no transporte coletivo, além de um ícone de desenvolvimento econômico e social. Agora, sem decisão política e envolvimento das forças políticas de Cuiabá, Várzea Grande, do Estado e principalmente da bancada federal, eu não acredito no êxito de todo este processo que está bastante tumultuado”, disse o prefeito nesta segunda-feira (16).

“Acho que liderado pela bancada federal, com a participação efetiva da Prefeitura de Cuiabá, de Várzea Grande, com o apoio da Assembleia Legislativa, ai sim, acredito que o Governo do Estado logrará êxito e terá total condições de em pouco tempo dar o destino esperado para esta obra tão importante para população de Cuiabá e de Várzea Grande”, afirmou.

O governador Mauro Mendes (DEM), que em campanha eleitoral prometeu por diversas vezes que iria apresentar uma solução para a obra, não cumpriu o compromisso e já adiou a medida para o primeiro semestre do ano que vem.

No mês de outubro, o deputado federal Emanuelzinho (PTB) acusou o governador de ‘boicotar’ a bancada que tinha o interesse de acompanhar o estudo de viabilidade técnica que está sendo feito junto à Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana.

Já no mês de novembro, o Estado contratou uma empresa no valor de R$ 464,3 mil para elaborar e apresentar no prazo de 90 dias um relatório sobre a retomada do VLT e a viabilidade de construção do BRT, modal de corredores exclusivos para circulação de ônibus.

O Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) foi escolhido como modal de transporte a ser implantado em Cuiabá e Várzea Grande ainda no período anterior à participação de Cuiabá na Copa do Mundo de 2014.

O investimento total a ser feito pelo governo do estado corresponderia a R$ 1,477 bilhão, por meio de um empréstimo contraído junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Após cinco anos, as obras estão paralisadas e sem perspectiva de retorno. No dia 1º de novembro, o Diário Oficial da União (DOU) publicou a decisão administrativa do governo federal em prorrogar por 120 dias o estudo a respeito da viabilidade do VLT.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CARLOS
    17 Dez 2019 às 10:35

    o verbo aparecer esta encravado na cabeça destes politicos, p....termina essa m...,,.e acabe com essa frescura,estou ja enojado de tantos comentarios e agora aparece esse mauro ai embaçando o meio de campo, o pior dessas obras ja foram solucionadas que são os projetos de indenizações que difilcutaram o desenvolvimento das obras.acontece que os proprietarios atravessaram muitas acões que impediam o andamento das obras, quantas vezes trechos foram embargados começaram por ai, agora vem esse governador de para quedas e quer ser o pai da criança, sendo que o pai queira ou não é o sinval..... e dai? façam e pronto é so no brasil mesmo, né que acontece isso.

  • Gladston
    17 Dez 2019 às 08:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • VLT-Grana
    17 Dez 2019 às 00:09

    GENTEEEEEEEE PARA DE COISA, VAMOS PREOCUPAR É EM ARRANCAR AS MUITAS VIGAS DESPERDIÇADAS FAZENDO CUIABA-VARZEA GRANDE FICAREM DESCARACTERIZADAS E HORRÍVEIS COM TANTO TRILHOS MOSTRANDO AOS TURISTAS QUE NÃO TEMOS PESSOAS COMPETENTES-E NÓS COM CARA DE PALHAÇOS PARA A SOCIEDADE QUE NOS VISITA NESTE FINAL DE ANO, AMIGOS, PARENTES, E TURISTAS MAIS UM ANO VENDO ESSA PALHAÇADA DE POLITICOS QUE PROMENTEM TODO ANO A MESMA COISA E NADA SE FAZ A NÃO SER JOGAR NA CARA DE UM E DE OUTRO E NO FINAL NA VIRADA DO ANO TODOS ABRAÇANDO, BEBENDO E CURTINDO NOSSO DINHEIRO. TEM UMA HEM, DEUS É NAO DORME E NAO TOSQUENEJA....

  • Gladston
    16 Dez 2019 às 18:25

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Jurema Santiago
    16 Dez 2019 às 17:14

    Vc paga o VLT João de Rondonópolis? Cada inquilino que Deus poe no mundo...

  • Jurema Santiago
    16 Dez 2019 às 17:14

    Vc paga o VLT João de Rondonópolis? Cada inquilino que Deus poe no mundo...

  • Carlos Nunes
    16 Dez 2019 às 17:09

    Ih! Falar em VLT em ano eleitoral é só pra ganhar votos. É pegadinha pra pegar eleitor tolo. Na época das vacas gordas, quando tinha muito dinheiro dando solto...tio Silval aparecia todo dia na TV dizendo: podem deixar que termino o VLT antes da Copa começar. Se fosse fácil fazer o VLT, tio Silval fazia. Agora é época das vacas magras, o governo tá dependendo da arrecadação, se melhora ou piora ano que vem... Tem 141 municípios precisando de obras e mais obras pra atender o povo. Tem prioridades muito mais importantes do que o VLT. Ou não?

  • Villas
    16 Dez 2019 às 15:39

    Está correto o Prefeito,sem o apoio da bancada federal e da União a obra vai continuar parada e acho que um ano é tempo demais pata tomar uma decisão,na verdade o governador não quer a continuidade da obra,mas não tem peito de assumir essa posição!!

  • joaoderondonopolis
    16 Dez 2019 às 15:23

    MM está consciente que não vai entregar o VLT a população. MM calça a sandália da humildade e faça um acordo com EP e entrega a obra do VLT a prefeitura, aí sim, com certeza a população vai ter a obra terminada.