Olhar Direto

Segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Diretor da Polícia Civil quer compra de viaturas para acabar com problemas de locação

Da Redação - Fabiana Mendes e Wesley Santiago

26 Jan 2020 - 16:40

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Diretor da Polícia Civil quer compra de viaturas para acabar com problemas de locação
Os gastos com alugueis de viaturas fizeram com que uma bola de neve de dívidas se formasse no Governo do Estado. Há cerca de dois anos, por exemplo, vários veículos foram recolhidos por uma das empresas, quando eram levados para fazer manutenção. A justificativa dada, na época, foi falta de pagamento.

Ao longo do ano 2019, o aluguel de 1.253 veículos custou aos cofres públicos R$ 56.774.310,95 milhões. Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, o delegado geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Mário Demerval Resende, defendeu a compra das viaturas para acabar com os problemas de locação.

Leia mais:
Empresa retém 38 viaturas da PM por falta de pagamento; Sesp nega informação

"As viaturas são de responsabilidade da Secretaria [de Segurança Pública]. Infelizmente, tivemos um recolhimento de viaturas locadas nos últimos meses. A Pasta tem se esforçado para quitar as dívidas deixadas anteriormente. Até agora, não conseguiu se fazer isto por completo", afirmou.

"Não vemos outra alternativa se não adquirir viaturas próprias para que não paguemos mais a locação e isto seja mais compensador. A locação é cara, perto do custo. A problemática é a manutenção, mas precisa haver um planejamento para isto. Com isto, todas as cidades devem voltar a ter um veículo", acrescentou.

De acordo com informações da Sesp, a locação de veículos é para atender as unidades policiais: Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Perícia Técnica (Politec) e Sistema Penitenciário, nos serviços operacionais e administrativos.

Questionada pela reportagem sobre quantas viaturas estão disponíveis para os trabalhos da Polícia Civil, a Pasta informou que, por questões de segurança, não fornece os dados da frota por unidade policial.

Ainda conforme posicionamento da Sesp, a adjunta de Administração Sistêmica está fazendo um estudo para avaliar os custos e benefícios de uma frota própria, com base em critérios técnicos operacionais.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Felipe
    27 Jan 2020 às 09:07

    Em um passado nao tao distante veículos COMPRADOS das polícias era amontoadas devido a falta de manutenção. Formava se verdadeiros cemitérios de carros parados por falta de manutenção ou ate um simples pneu! Se querem comprar carro, nao esqueça que carro tem que fazer manutenção! Tem que fazer um contrato de manutenção. Que nao pratica nao resolve os problemas! os mecanicos nao recebe do estado e os carros vao sucatear.

  • JOSE ARAUJO
    27 Jan 2020 às 08:59

    O QUE DEVE TER SIDO PAGO DE VEICULOS, SEM ETAR EM USO DEVE SER UM ABSURDO. MAS O NOTA FOI NE.

  • Luis Flávio
    26 Jan 2020 às 22:22

    Não vai mudar nada pois vão ficar com dívidas em oficinas e postos de combustiveis. Enquanto não mudarem a concepção de como administrar bem público e aprenderem a dirigir nada muda. Há séculos a conversa é a mesma só muda a forma de mentir pra população.

  • Servidor Público Estadual
    26 Jan 2020 às 21:43

    Façam tal questionamento de forma genérica, ou seja, solicitem número total de viaturas com base na lei de acesso a informação. Caso seja negado, denunciem e usem como amparo a lei de abuso de autoridade.

  • reinaldo do araes
    26 Jan 2020 às 21:36

    tenho minhas duvidas.... esses veiculos locados sao trocados frequentemente por outros novos... ja, um veiculo proprio se acaba no local onde ele vai rodar....

  • Rafael Oliveira
    26 Jan 2020 às 20:54

    Para a capital é fácil agora para o interior, já sabemos o que acontecia no passado uma viatura de determinado município quebrava ou batia esse mesmo município ficava dias ou meses sem veículo, com a locação (de forma correta) se uma viatura quebrar a mesma tem q ser substituída por uma reserva de forma imediata.

  • Curupira
    26 Jan 2020 às 19:48

    Não acredito que estou ouvindo este conta da carochinha de querer adquirir viatura. Vocês sabem muito bem o absurdo custo de aquisição e a curta vida útil dos veículos para a segurança pública. Está óbvio que o que se pretende com isso e gastar milhões para beneficiar um grupo que vende carros, lembram da domani no governo Dante. Francamente, falar que não tem dinheiro para pagar um contrato de aluguel e ter dinheiro para adquirir é uma mentira. O custo de manutenção e combustível de uma frota própria é tão onerosa como pagar um contrato de aluguel. Não assaltem os cofres falando mentiras.

  • Laudo.rodrigues@gmail.com
    26 Jan 2020 às 18:19

    Por quê não usa os.carros que são apreendidos nas ações contra o crime organizado e outros em vez de comprar?

Sitevip Internet