Olhar Direto

Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Notícias / Cidades

Lote com 24 mil doses da vacina de Oxford será exclusivo de profissionais da Saúde ainda não imunizados

Da Redação - Wesley Santiago

23 Jan 2021 - 16:55

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Lote com 24 mil doses da vacina de Oxford será exclusivo de profissionais da Saúde ainda não imunizados
O governo de Mato Grosso informou que o lote de 24 mil doses da vacina de Oxford, que chegará ao Estado na manhã do próximo domingo (24), será exclusivo para profissionais de saúde que ainda não foram imunizados. Portanto, com as novas doses, será possível dar continuidade à imunização de 24 mil profissionais da saúde. 

Leia mais:
Mato Grosso deve receber cerca de 24 mil doses da vacina de Oxford neste sábado

O novo lote chega às 09 horas de domingo, em um voo da Azul, no Aeroporto Marechal Rondon. 

Conforme as diretrizes do Ministério da Saúde, este quantitativo será totalmente destinado à aplicação da primeira dose em trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus. Portanto, com as novas doses, será possível dar continuidade à imunização de 24 mil profissionais da saúde. 

“O Ministério da Saúde orientou que essas 24 mil vacinas sejam utilizadas exclusivamente como primeira dose e prioritariamente destinadas aos trabalhadores da saúde. O Governo Federal segurou parte do estoque para o encaminhamento futuro aos Estados, por isso a estratégia de vacinar mais pessoas neste momento”, esclareceu o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

Como este é um imunizante diferente daquele já distribuído, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) irá elencar junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) o público prioritário que integra o grupo de trabalhadores da saúde para a distribuição proporcional aos municípios. 

Imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

“O Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, que engloba o apoio das equipes de segurança”, concluiu o secretário adjunto de Vigilância à Saúde em exercício, Oberdan Coutinho Lira. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet