Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de abril de 2021

Notícias / Política MT

MEDIDAS MAIS RESTRITIVAS

Kalil quer força-tarefa de combate à Covid-19 com Emanuel e Mauro

Da Redação - Fabiana Mendes

27 Fev 2021 - 17:44

Foto: Assessoria

Kalil quer força-tarefa de combate à Covid-19 com Emanuel e Mauro
O prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MBD) vai levar ao Governo de Mato Grosso e a Prefeitura de Cuiabá, parcerias da pactuação de combate à Covid-19. Ele pretende realizar uma força-tarefa para endurecer a fiscalização daqueles que atuam na clandestinidade mesmo diante da pandemia. 

Leia mais:
Mendes marca reunião com Poderes e 141 prefeitos para barrar avanço da Covid-19 em Mato Grosso

As decisões foram tomadas neste sábado (27), em reunião de Kalil com alguns secretários. Na ocasião, foi determinado que o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus passe a se reunir diariamente com avaliações no inicio e final do dia.

Além disso, pediu que o Comitê estude a possibilidade legal de cassar os alvará de funcionamento daqueles que fazem aglomeração e não cumprem distanciamento social e outras medidas de biossegurança.

Em 2020, Várzea Grande aplicou mais de 15%, percentual estipulado em lei para a Saúde Pública e mais de 25% em Educação.

"Não podemos colocar a vida das pessoas em risco por causa de alguns que não aceitam o princípio básico da vida, que o seu direito termina aonde começa o das demais pessoas, ou vão continuar querendo contaminar e colocar em risco a vida de parentes, vizinhos, colegas de trabalho, enfim colocar em risco seres humanos", disse o prefeito.

Atualmennte, Várzea Grande recebe os pacientes, estabiliza o quadro, regula e transfere para as unidades de internação e tratamento como o Hospital Metropolitano, Santa Casa de Misericórdia, HMC, Hospital Pronto Socorro de Cuiabá, Hospital São Benedito e Hospital Júlio Muller.

O secretário de Saúde, Gonçalo Barros, lamentou que muitos ainda desdenhem da doença e que muitas vidas já ceifadas caíram no esquecimento, "pois aqueles que choram por seus parentes, amigos, conhecidos, estes sabem o tamanho da dor e tendem a se cuidar e cuidar dos demais", disparou.

"Volto a frisar a vida em primeiro lugar, mas não podemos deixar de cuidar de outros setores que mantém a economia funcionando e os investimentos necessários e aprendermos a conviver com a Covid-19 que deve permanecer entre nós por muito tempo, como a Influenza (H1N1) e outras doenças. O mundo luta contra a Covid e a humanidade vai vencer mais este desafio, mas precisa aprender com ela para não cometer novos erros, independentemente de qualquer coisa", disse Kalil Baracat.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet