Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de abril de 2021

Notícias / Política MT

IMUNIZAÇÃO

Estado deve manter compra de vacina russa mesmo que doses tenham que ser entregues à União

Da Redação - Marcos Salesse / Da reportagem local - Max Aguiar

03 Mar 2021 - 18:00

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Estado deve manter compra de vacina russa mesmo que doses tenham que ser entregues à União
O governador Mauro Mendes (DEM) comentou na tarde desta quarta-feira (3) os detalhes da visita realizada na sede da União Química, empresa responsável pela produção no país da vacina russa, a Sputnik V. De acordo com ele, na ocasião, foi apresentada para a farmacêutica a intenção de compra direta de doses do imunizante por parte do Governo Estadual. Diferente do que previa anteriormente, o chefe do executivo afirmou que deve manter a compra mesmo que as doses tenham que ser entregues ao Governo Federal. 

Leia mais: 
MT registra morte de mulher de 31 anos e mais 39 pessoas por Covid-19 em 24 horas

Enquanto saia do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), local onde fez a entrega oficial das contas do estado, o governador afirmou que as primeiras doses produzidas pela empresa devem ser direcionadas ao Plano Nacional de Imunização (PNI). 

“Eles mostraram lá que as primeiras dez milhões de doses já estão programadas para produção, e devem ser entregues em março, abril, até maio para o Governo Federal. Na sequência vão continuar produzindo, e isso não está, ainda, vendido”, disse o governador. 

Apesar da incerteza com relação à possibilidade ou não dos estados comprarem e imunizarem sua população, Mendes afirmou que aguarda uma resposta com relação ao cronograma final de entregas para dar andamento à compra. 

“Nós apresentamos a eles a intenção dos governadores do Estado em comprar essas vacinas, mesmo que elas tenham que ir para o Governo Federal. Não sabemos como as coisas podem andar nas próximas semanas, mas queremos contribuir comprando e entregando ao PNI”, afirmou. 

Em contato com os diretores, o governador afirmou que a empresa deve produzir aproximadamente 8 milhões de doses da vacina russa. Durante a visita, Mauro já tinha acenado a possibilidade de compra de 4 milhões de doses do imunizante para antecipar a vacinação no estado. 

“Nós queremos antecipar o programa de vacinação, para o quanto antes ficarmos livres da doença e desse fantasma não só para a saúde, mas para a vida das pessoas” finalizou.

A farmacêutica ainda aguarda a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar a produção comercial da vacina Sputnik V.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet