Olhar Direto

Domingo, 09 de maio de 2021

Notícias | Cidades

Estado que menos vacinou

MT notifica mais mortes por Covid-19 em 2021 que em 2020; Estado aponta delay de registros

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

MT notifica mais mortes por Covid-19 em 2021 que em 2020; Estado aponta delay de registros
Em menos de quatro meses, o número de mortes notificadas por Covid-19 de Mato Grosso em 2021, ultrapassou, neste domingo (18), o total registrado durante todo o ano passado. A marca foi ultrapassada duas semanas após o fim de março, o pior mês da história da pandemia no estado em números de óbitos. Número de casos também já equivale a 90% de 2020. A Secretaria de Saúde de Mato Grosso, no entanto informa que a notificação dos óbitos não representa necessariamente a data real da morte, mas apenas a do registro. Segundo a pasta há um espaço de tempo entre a morte e a notificação.

Leia também:
MT termina pior mês da pandemia registrando 1 morte por Covid-19 a cada 23 minutos

Até este domingo (18), 4.564 notificações haviam sido feitas sobre pessoas que perderam a vida vítimas do novo coronavírus, somente neste ano. De março a dezembro de 2020, o número foi de 4.520. Em relação ao número de casos, o número notificado em 2021 foi de 162.445, o que corresponde a 90% das confirmações do ano passado (180.451).  

Os dados constam de levantamento feito pelo Olhar Direto a partir dos números publicados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

Made with Flourish
Made with Flourish


Márcia Hueb, médica infectologista, já havia alertado, em entrevista dada ao Olhar Direto em março, sobre a escalada na curva de óbitos. Na época, o número total de óbitos nos primeiros três meses do ano ainda totalizavam 1.936, ou 42,8% do total registrado em 2020.

“Nós observamos que atualmente nós temos uma curva muito acelerada de casos e óbitos, o crescimento é bastante acelerado. As duas curvas, as duas tendências são muito claras, de crescimento muito mais rápido, do acréscimo diário de casos e de óbitos”, disse.

Estado que menos vacinou


Até às 15h desta sexta-feira (16), Mato Grosso tinha vacinado 303.084 pessoas com a 1ª dose de uma das vacinas contra o novo coronavírus que foram distribuídos ao estado. Desse número, 102.615 receberam a 2ª dose, o que corresponde a 33,85 % dos que tomaram a 1ª dose. 

Em relação ao número de habitantes, a cobertura dos vacinados com a 1ª dose representa 8,59% da população mato-grossense. Quanto aos vacinados com as duas doses, o valor ainda está estacionado em 2,91%, conforme dados tabulados pela reportagem (CLIQUE AQUI).

Proporcionalmente, esses dados fazem com que o estado ocupe o última colocação no ranking de estados que mais vacinaram contra a Covid-19 no Brasil. A marca é registrada segundo dados da plataforma coronavirusbra1, que compila dados das secretarias estaduais de saúde e projeta a porcentagem da cobertura vacinal regional de todo o país.

Casos das úlltimas 24h e leitos de UTI

Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde Mato Grosso (SES-MT), divulgado na tarde deste domingo (18), Mato Grosso chegou a 9.084 mortes por covid-19 nesta pandemia, com o registro, em 24 horas, de 53 óbitos causados pela doença. De acordo com a pasta, com os novos 653 casos confirmados de covid-19 o estado chegou a 342.896 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus até o momento.

Na tarde deste domingo (18)—após ter colapsado no último dia 6 de março com a taxa de ocupação total dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em 99,60%—, Mato Grosso ainda apresenta 97,73% de lotação das UTIs adultas, com 13 dos 22 hospitais operando em sua capacidade máxima de atendimento e outros 9 em casas acima de 93%. De acordo com os dados do painel de monitoramento da Covid-19 da SES-MT, do total de 608 leitos públicos para o tratamento da doença, 516 estão ocupados,12 vagos e 21 bloqueados, conforme atualização das 17h.

Metodologia

O dado referente às mortes de 2021 foi calculado subtraindo-se das mortes totais até este domingo (9.084), o total até 31 de dezembro de 2020 (4.520). Os números foram extraídos do painel de monitoramento da Covid-19 disponibilizado pela SES-MT.

ATUALIZADA ÀS 11H30 DE 19 DE ABRIL - A SES-MT informou à reportagem que a notificação dos óbitos não significa a data real da morte, mas apenas a data do seu registro. Segundo a secretaria, entre a ocorrencia do óbito e o seu registro existe um delay (espaço de tempo), que implica dizer que nem todos os óbitos notificados em 2021 tenham ocorrido, de fato, neste ano. O órgão disse ainda, que no início de janeiro parte dos óbitos ainda eram relativos a números de 2020.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet