Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Política MT

Cpi dos medicamentos

Vereadores visitam centro de Distribuição e Lilo sugere cruzar notas fiscais com inventários

Foto: Carol Siqueira/Secom Câmara

Vereadores visitam centro de Distribuição e Lilo sugere cruzar notas fiscais com inventários
Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos Vencidos vistoriaram o Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC) na manhã desta quarta-feira (12). Durante a visita, o presidente da CPI, vereador Lilo Pinheiro (PDT), sugeriu que seja feita a requisição das notas fiscais para que sejam cruzadas com os inventários.

Leia também:
Juca diz que CPI respeitou regimento e oposição não foi ouvida “porque não quis”
 
De acordo com a assessoria de imprensa, a intenção da CPI é apurar a denúncia de remédios encontrados fora do prazo de validade na Central de Distribuição. O presidente da CPI, vereador Lilo Pinheiro (PDT) disse que a da vistoria teve e intenção de acompanhar como é feito o processo de armazenado dos medicamentos e as medidas que estão sendo adotadas pelo Executivo municipal após a denúncia.
 
"Foi o início dos trabalhos, até atendendo a sugestão dos membros da CPI, começar onde os fatos foram constatados. Os medicamentos vencidos estão aí, isso a gente pode afiançar, agora vamos começar a desenvolver os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito. Uma ideia que surgiu é fazer a requisição das notas fiscais e fazer o cruzamento de dados, com inventário dos medicamentos que estão aqui, quando chegaram, ver se tem algum fator que impediu o encaminhamento desses medicamentos para as unidades de saúde", comentou Lilo.
 
Próximos passos
 
Os membros da CPI devem se reunir na próxima sexta-feira (14) para elaborar um cronograma de trabalho. Para a próxima semana estão previstas reuniões públicas deliberativas onde serão discutidos os nomes que poderão ser convocados e documentos que serão solicitados para colaborar no andamento dos trabalhos da comissão.
 
O relator da CPI, vereador Marcus Brito Junior (PV), disse que a comissão irá levantar todos os documentos necessários para elucidar os fatos. Ele destacou que pretende realizar o relatório final em conjunto com os demais membros.
 
"Importante ressaltar a transparência, nós vamos contar com total transparência e dar resposta para sociedade. Vou fazer uma relatoria conjunta com o Lilo e com o Paccola, vou deixar essa relatoria compartilhada, vai ser um trabalho do grupo, da CPI, não é do Marcus Brito, não é do Lilo ou do Paccola e sim dos membros da CPI", comentou.
 
O vereador Tenente Coronel Paccola (Cidadania), membro da comissão, disse que os remédios encontrados fora do prazo de validade, durante uma fiscalização, ainda continuam no Centro de Distribuição. Ele comentou que um trabalho está sendo realizado para conferência dos medicamentos.
 
"Agradeço a iniciativa do presidente de vir aqui, no local onde iniciou a denúncia. Eles não estavam presentes no dia e essa atuação imparcial é importante, que eles também venham verificar in loco para ter ciência do que é realmente. Acho importante essa vinda, não só para verificar as medicações. Muitos outros esclarecimentos acredito que já foram trazidos, que vão nos direcionar nas tomadas de decisões de informações solicitadas, documentos e pessoas a serem intimadas para serem ouvidas", destacou.
 
O coordenador técnico de logística do CDMIC, Orivaldo da Farmácia, disse que a Secretaria Municipal de Saúde está à disposição da CPI para esclarecer os fatos e buscar soluções. Já o presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Câmara, vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos), que é membro-suplente da comissão e também acompanhou a vistoria comentou que a comissão irá colaborar com a CPI, principalmente na parte técnica.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet