Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Notícias | Política MT

Ordem cronológica

Após lactantes e assistentes sociais, CIB não incluirá mais nenhum grupo como prioritário para vacinação

11 Jun 2021 - 14:36

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Após lactantes e assistentes sociais, CIB não incluirá mais nenhum grupo como prioritário para vacinação
Após membros da Comissão Intergestora Bipartite CIB/MT decidirem nesta sexta-feira (11) a inclusão na lista de prioridades de vacinação contra a Covid-19 dos assistentes sociais e das lactantes, o presidente da CIB, Gilberto Figueiredo, comunicou que nenhuma nova categoria – além destas - será inclusa. Assim que terminar a vacinação dos grupos já contemplados, a imunização da população seguirá a ordem cronológica decrescente (do mais velho ao mais novo) até chegar às pessoas de dezoito anos.

Leia também:
Vacinação de assistentes sociais e lactantes com bebês de até dois anos de idade é autorizada

Atualmente, grupos como o de bancários já solicitaram a vacinação e, inclusive, ameaçaram iniciar uma greve. “Eu tenho mais de 70 demandas oficiais de algum público pedindo priorização. Seja de sindicato, de representação de classe, de indicações da Assembleia, de pedidos especiais de municípios. Não há vacina para todo mundo”, lamentou Gilberto.

“Nós temos que priorizar como fizemos até agora. Se esse público for inserido obrigatoriamente pelo Ministério da Saúde no PNI e vier vacina especificamente para esse público, sim. Fora isso, a decisão nossa do colegiado é que a partir de agora nós não vamos mais escolher nenhum público especial, e cumpridos esses públicos que estão estabelecidos no Plano Nacional, a vacinação será por ordem cronológica de idade. Do mais idoso para o mais novo até chegarmos aos 18 anos”, completou.

Até agora, a CIB já autorizou a inclusão de grupos como os profissionais da segurança pública, profissionais da educação, e agora dos assistentes sociais e das lactantes com filhos de até dois anos de idade. Apesar da necessidade de autorização da CIB, alguns prefeitos, como Emanuel Pinheiro (MDB), tem seguido outras regras de prioridades. Emanuel incluiu, por exemplo, garis e jornalistas nos grupos a serem imunizados antes que a população em geral.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet