Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias | Cidades

Mandado de prisão

Preso acusado de envolvimento em assassinato de jovem com facadas no pescoço e costas a mando do Comando Vermelho

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Preso acusado de envolvimento em assassinato de jovem com facadas no pescoço e costas a mando do Comando Vermelho
J.S.R., um dos mandantes do homicídio que vitimou Wanderson Costa Pacheco, de 22 anos, foi preso nesta sexta-feira (23), no município de Cascavel, interior do Paraná. Outras duas pessoas apontadas como executoras do homicídio já haviam sido presas. O crime aconteceu em abril de 2021, em Jurema. O crime foi ordenado pelo Comando Vermelho.

Leia também:
Incêndio destrói oficina, queima 13 carros e se espalha por mais de mil hectares de plantação; fotos

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, o mandante foi preso enquanto participava de um curso de segurança privada. J.S.R. teria fugido de Jurema e se refugiado em Cascavel. O mandado de prisão foi decretado pela Vara Única da Comarca de Cotriguaçú. 

Além de J.S.R., outras duas pessoas, investigadas pela Delegacia da Polícia Civil de Juruena como executoras do homicídio, foram presas em flagrante, horas após o crime cometido. 

Crime

O corpo de Wanderson foi localizado na tarde do dia 27 de abril deste ano, às margens da MT-170, próximo a uma serraria de Juruena. Uma pessoa que passou pelo local viu o corpo e acionou a Polícia Militar, que preservou o local até a chegada da Polícia Civil, que deu início à investigação. A vítima apresentava diversas perfurações nas costas e no pescoço.

Um inquérito foi instaurado pelo delegado Philipe de Paula da Silva Pinho reuniu diversas informações que levaram ao esclarecimento do crime. A equipe de investigação apurou que a vítima foi vista com duas pessoas, que seriam os prováveis suspeitos do crime.

Os investigadores conseguiram imagens de câmeras de segurança de um banco da cidade que mostraram a vítima e outras duas pessoas discutindo na porta da agência bancária. A Polícia Civil também recebeu imagens que circularam em aplicativos de mensagens e mostravam a execução da vítima.

Com base nas informações apuradas, os policiais conseguiram identificar os dois suspeitos, que foram localizados tomando cerveja em frente à quitinete onde moravam. Foram aprendidas as roupas utilizadas por um deles na dia da execução. 

Questionados sobre o homicídio, os suspeitos, um de 19 anos e outro de 29 anos, confirmaram a execução e que o crime foi ordenado por uma facção criminosa. Conforme declaração, o homem de 29 anos fez os disparos e o outro filmou a execução.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet