Olhar Direto

Sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

Até amanhã

Russi diz que se projeto da previdência não for enviado, AL vai votar proposta própria ou trancar a pauta

03 Ago 2021 - 11:30

Da Redação - Isabela Mercuri / Do Local - Max Aguiar

Foto: Fablício Rodrigues / ALMT

Russi diz que se projeto da previdência não for enviado, AL vai votar proposta própria ou trancar a pauta
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Max Russi (PSB), afirmou que se não houver entendimento com o Governo do Estado a respeito dos projetos sobre alíquota dos servidores aposentados até quarta-feira (4), a Casa de Leis irá votar um projeto de autoria própria ou trancar a pauta. Russi se reúne com o Conselho da Previdência da ALMT e o governador Mauro Mendes (DEM) nesta terça-feira (3) no Palácio Paiaguás.

Leia também:
João Batista reclama que representações classistas não são ouvidas sobre Previdência

“Eu vim fazer uma fala com o governador, nós vamos voltar mais tarde com a comissão para tratar da questão da previdência, das doenças incapacitantes e também os inativos. A Assembleia entende que tem que fazer uma isenção para esses servidores, era um compromisso lá atrás, amanhã temos sessão e precisamos cumprir com nosso compromisso que fizemos com o governo e que foi feito com os deputados, então eu vim comunicá-lo também, falar que se, porventura, não tiver um avanço até amanhã a Assembleia vai propor uma lei para nós podermos isentar pelo menos até um salário os que estão com doenças incapacitantes”, afirmou o parlamentar.

Segundo Russi, sua intenção e o interesse dos parlamentares é que o projeto isente ao menos os aposentados com doenças incapacitantes que recebem até o teto do INSS (cerca de R$6.400) e os aposentados em geral que recebem até R$ 3.300. Esta era a proposta acordada com o governador Mauro Mendes (DEM), mas que foi modificada pelo Conselho da Previdência.

“O governo tem interesse em um teto e tem interesse até R$3.300, então vamos ver se a gente consegue fazer algum alinhamento dentro da Assembleia para avançar, o que a gente não pode é deixar continuar da forma que está, são vários meses, o desconto acontecendo na conta dos aposentados, e a gente quer que esse desconto seja cessado”, afirmou o presidente da Casa de Leis.

“Até amanhã tem que ter uma solução. [Se não], ou vamos fazer um projeto ou vai haver trancamento da pauta, alguma ação a Assembleia vai fazer até a sessão de amanhã, lógico, a gente vai tentar entendimento com o governo, o desejo da Assembleia é o entendimento, é a convergência de ideias de trabalho, agora, se não houver êxito, [haverá] alguma proposição, alguma proposta na sessão”, finalizou Russi.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet