Olhar Direto

Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

Números em crescimento

Mauro diz que há limite em reabertura de leitos e critica quem não se vacinou: “uma hora dá merda”

29 Jun 2022 - 11:04

Da Redação - Isabela Mercuri / Do Local - Érika Oliveira

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Mauro diz que há limite em reabertura de leitos e critica quem não se vacinou: “uma hora dá merda”
O governador Mauro Mendes (UNIÃO) afirmou que o Governo do Estado irá reabrir alguns leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes com Covid-19, mas reiterou que 91% dos internados não completaram o esquema vacinal. “Se você corre risco, meu amigo, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas e pode dar para todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse, na manhã desta quarta-feira (29).

Leia também:
Emanuel diz que de 80 a 90% dos internados em UTI com Covid não tomaram a 2ª dose: “depois xingam o prefeito”

Nesta semana, a taxa de ocupação de UTIs já ultrapassa os 77%. Segundo Mauro, no entanto, há limites para conseguir atender à população. “Hoje o Governo Federal não financia, as prefeituras não querem abrir leitos. Cuiabá por exemplo não tem um leito de UTI Covid, tem responsabilidade objetiva disso. Os municípios de gestão plena têm responsabilidade objetiva disso, não querem abrir leitos, então o cidadão tem que saber que basta ele tomar vacina, que muito provavelmente ele vai estar completamente livre. E alguns casos, que sempre vai ter um caso ou outro, vai ter UTIs suficientes”, argumentou.

Em ‘live’ realizada na última terça-feira (28), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) também fez um apelo à população, e pediu que os cidadãos tomem todas as doses. Segundo ele, nos hospitais públicos e privados da capital, entre 80 e 90% dos internados em UTI não tomaram nem a segunda dose da vacina.

Atualmente, até a terceira dose está disponível para todos, e a quarta dose está disponível, em Cuiabá, para maiores de 40 anos e profissionais da saúde que tenham tomado a terceira há pelo menos quatro meses (no caso de Astrazeneca, Pfizer e Coronavac). O calendário muda de acordo com cada município.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x