Olhar Direto

Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Notícias | Brasil

Lula defende referendo convocado pelo presidente da Bolívia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje (15) o referendo para ratificar a nova Constituição na Bolívia, que deve ocorrer em 10 dias, como uma forma democrática de propor mudanças no país.

"O Evo [Morales], ao propor um referendo e antecipar as eleições e garantir apenas uma reeleição, está dando um exemplo democrático que muita gente que governou esse país não deu em outros tempos", disse.

O referendo está marcado para 25 deste mês. A mudança na Constituição boliviana causou vários protestos, no ano passado, em cidades comandadas por opositores de Morales. .

Lula comparou a eleição de Evo Morales à de Nelson Mandela para a presidência da África do Sul. Segundo Lula, a exemplo de África do Sul, a Bolívia também foi governada por muito tempo por uma minoria.

"A maioria negra [na África do Sul] descobriu que na democracia prevalece a vontade da maioria, não a vontade do poder econômico ou da minoria, e Mandela mudou a história da África do Sul. Na Bolívia ocorreu o mesmo: a maioria se descobriu. O povo boliviano descobriu que, tendo uma maioria indígena, poderia eleger um presidente índio", disse Lula.

O presidente foi à Bolívia para a inauguração de trechos do Corredor Oceânico, que vai ligar o Oceano Atlântico ao Pacífico. Ele também deve assinar acordos com o governo boliviano para a construção de estradas naquele país e discutir questões sobre energia, combate ao narcotráfico e comércio bilateral.
Sitevip Internet