Olhar Direto

Notícias / Educação

Adunemat diz que cortes do Governo irão tornar Unemat “insustentável”

Da Redação - Fabiana Mendes

04 Dez 2020 - 16:25

Foto: Reprodução

Adunemat diz que cortes do Governo irão tornar Unemat “insustentável”
A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat) divulgou na tarde desta quarta-feira (02) um boletim informativo cujo objetivo é analisar a evolução da conjuntura política e econômica do Estado de Mato Grosso e as suas consequências para entender os cortes no orçamento da Unemat para 2021.

Leia mais:
Governo do Estado nomeia 342 professores aprovados em concurso público; veja lista

A nota diz que o Governo Mauro Mendes tomou posse e imediatamente partiu para cima dos trabalhadores dos serviços públicos com a lei do teto de gastos, seguindo com a reforma da Previdência.

No projeto de lei orçamentária de 2021 (PLOA), em tramitação na Assembleia Legislativa, o governo do Estado aumentou o orçamento da Unemat em R$ 1,67 milhão, que passou de R$ 418,8 milhões em 2020 para R$ 420,5. 

No entanto, como a despesa de pessoal da Unemat tem um crescimento vegetativo, essa rubrica passou de R$ 335,161 mi para R$ 364,584. A Associação diz que o Governo do Estado cortou rubricas de manutenção e custeio (que passou de R$ 69,470 milhões para R$ 50,738 milhões) e de investimentos (que passou de R$ 14,247 milhões para R$ 5,229 milhões).

“Como consequência desse orçamento proposto pelo governo do Estado para 2021, se o funcionamento dos serviços cotidianos da Unemat reduziu muito neste ano de pandemia, quando os campi tiveram suas atividades acadêmicas funcionando pelo Ensino Remoto Emergencial, assim que tivermos a volta às atividades acadêmicas presenciais, em algum momento de 2021, a situação vai ficar insustentável”, diz trecho da nota.
 
Confira a íntegra da nota AQUI.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet