Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Educação

Escola de Cuiabá investe em “ensino maker” para alunos construírem invenções tecnológicas

Da Redação - José Lucas Salvani

28 Out 2019 - 17:07

Foto: Reprodução

Escola de Cuiabá investe em “ensino maker” para alunos construírem invenções tecnológicas
A Escola Chave do Saber (ECSA), em Cuiabá, está investindo no “ensino maker”, para os alunos construam invenções tecnológicas. O investimento já rendeu frutos, como o bicampeonato da escola na 4ª edição do Arduíno Day Brasil 2019, que aconteceu em fevereiro.

Leia mais:
Faipe premia alunos que participarem de projeto de Educação Física com livros e bolsas de estudo

O evento de tecnologia seleciona os melhores projetos de prototipagem eletrônica e controle de sistemas interativos. Neste ano, a ECSA ganhou com o Blind Cooper, aparelho voltado para o uso de pessoas com deficiência visual que é composto por um sensor de cores que vibra na pele quando detectada a saída de pista do atleta. O protótipo está em fase de ajustes e já até despertou o interesse de empresas do setor de eletrônicos.

A instituição de ensino trabalha com a proposta maker por meio da Sala Tech, local onde os estudantes do 1º ao 9º ano são estimulados a elaborar, pesquisar e construir suas próprias invenções tecnológicas, sempre aliadas ao conteúdo trabalhado em sala de aula.

Mãe do Danillo, de 15 anos, a Roze Adriana Beltramin reconhece a metodologia do ensino maker como fundamental para a escolha da profissão do adolescente. Com a participação nas atividades da Sala Tech, o garoto desenvolveu o gosto pela tecnologia e cálculos, decidindo por cursar Engenharia Eletrônica.

"A Sala Tech foi decisiva para que ele descobrisse o que gosta de fazer e estudar. Logo depois das primeiras aulas, ele já começou um curso de programação, além de participar de olimpíadas de matemáticas e outras atividades voltadas para esta área", conta Roze Adriana.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet