Olhar Jurídico

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Política de Classe

Pleno do TJ aprova promoção e remoção de juízes; veja as alterações

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

12 Abr 2018 - 14:51

Foto: Rogério Florentino/OlharDireto

Pleno do TJ aprova promoção e remoção de juízes;   veja as alterações
O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) analisou nesta quinta-feira (12), em sessão ordinária administrativa, editais para promoção e remoção de juízes. Veja as mudanças:

Leia mais:
Juiz Jeverson Quinteiro é escolhido para substituto no TRE-MT

  
Na análise do Concurso n. 18/2018, foi aprovada a remoção da juíza Angela Maria Janczeski Goes para a Vara Única da Comarca de Itiquira (354 km ao sul de Cuiabá), Primeira Entrância pelo critério de merecimento.
  
No Concurso n. 20/2018, houve cinco inscrições de magistrados, mas o juiz Carlos Augusto Ferrari foi promovido para a Quarta Vara Cível da Comarca de Barra do Garças (509 km a leste), Terceira Entrância pelo critério de antiguidade.
 
Com relação ao Concurso n. 24/2018, houve uma única inscrição e o juiz Mario Augusto Machado foi removido para a Quarta Vara Criminal da Comarca de Sinop (500 km ao norte), Entrância Especial pelo critério de antiguidade.
 
Já no Concurso n. 26/2018, o juiz Victor Lima Pinto Coelho foi removido para a Vara Única da Comarca de Nortelândia (253 km a médio-norte), Primeira Entrância pelo critério de antiguidade por preencher os requisitos necessários.
 
O juiz Jorge Hassib Ibrahim foi removido para a Vara Única da Comarca de Tapurah (433 km a médio-norte), Primeira Entrância, no Concurso n. 27/2018, pelo critério de merecimento.
 
Para a Vara Única da Comarca de Guiratinga (328 km ao sul), Primeira Entrância, pelo critério de merecimento, o juiz Aroldo José Zonta Burgarelli foi removido (Concurso n.3/2018).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet