Olhar Jurídico

Domingo, 23 de fevereiro de 2020

Notícias / Geral

Policiais civis recorrem à Justiça em busca de progressão funcional

Da Redação - Vinicius Mendes

24 Nov 2019 - 14:00

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Policiais civis recorrem à Justiça em busca de progressão funcional
Servidores do Estado pertencentes à Polícia Judiciária Civil afirmaram que o Governo tem atrasado a aplicação das progressões funcionais. Em busca do direito adquirido alguns deles já procuraram a Justiça. A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), no entanto, negou os atrasos e afirmou que as publicações são feitas de acordo com a homologação dos processos.
 
Leia mais:
Homem que esfaqueou mulher e tentou se matar é condenado a 9 anos de prisão
 
De acordo com um dos servidores, que não quis ser identificado, centenas de policiais possuem o direito adquirido de progressão funcional desde junho de 2019. Ele afirmou que mesmo com os papéis e documentação em conformidade o setor de Gerência de Cargos Carreiras e Remuneração da Secretaria de Gestão tem cometido atrasos “inexplicáveis”.
 
Ele também disse que quando procuraram a Gerência, foram informados que existem poucos funcionários e por isso há morosidade. Em busca do direito adquirido, alguns deles já procuraram a Justiça, sendo que alguns mandados de segurança já foram expedidos em favor deles, mas não estariam sendo cumpridos pela Secretaria.
 
Ao Olhar Jurídico a Seplag negou os atrasos. Segundo a Secretaria as análises e publicações de progressões de carreira têm ocorrido normalmente a afirmou que as publicações no Diário Oficial são feitas de acordo com a homologação dos processos, em ordem cronológica.
 
Leia a nota da Seplag na íntegra:
 
Nota sobre progressões

A Secretaria de Planejamento e Gestão informa que as análises e publicações de progressões de carreiras têm ocorrido normalmente. Somente em outubro foram publicadas mais de 1.750 progressões de carreira.
 
A Secretaria informa ainda que as publicações em Diário Oficial são feitas de acordo com a homologação dos processos, respeitando sempre a ordem cronológica de protocolização de cada um.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paolo
    25 Nov 2019 às 12:09

    E até hj não fomos reconhecidos como carreira de nível superior. E aí sinpol?

  • Sinto cheiro de Treta
    25 Nov 2019 às 08:10

    Até parece que o processo de progressão é algo terrivelmente complicado de ser analisado. O processo é basicamente um requerimento (uma pagina) com diplomas anexados. Tudo já conferido anteriormente pelos RHs do seus respectivos órgão. O u seja, a Seges apenas pega esse processo complicadíssimo de uma pagina e já analisado e publica no Diário Oficial. Até um macaco adestrado conseguiria fazer isso com celeridade. E é por essas e outras que chega ao fim a estabilidade do serviço público, tem que privatizar mesmo. O contribuinte não aguenta mais pagar por tanta incompetência

  • Servidor da Saúde
    24 Nov 2019 às 15:40

    DATA VÊNIA HÁ DE SE ESCLARECER QUE OS SERVIDORES DA SAÚDE MT TAMBÉM ESTÃO COM AS PROGRESSÕES PARADAS, OU MELHOR, A SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA PELO QUE PARECE APENAS DOS AMIGOS DO REI E SEUS

  • verdadeiro
    24 Nov 2019 às 14:23

    ooo governinho viu, ta pior q do pedrinho malvadeza! onde já se viu demorar em média 8 meses para sair uma progressão, ficam colocando comissionados para sentar processo. Enquanto não acabar essa bagunça dos políticos indicarem pessoas aleatórias para cargos, infelizmente o serviço publico não será 100% eficaz.

Sitevip Internet