Olhar Jurídico

Quinta-feira, 04 de março de 2021

Notícias / Criminal

Leilão de gado apreendido em nome de Arcanjo rende R$ 5,1 milhões

Da Redação - Arthur Santos da Silva

18 Jan 2021 - 09:28

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Leilão de gado apreendido em nome de Arcanjo rende R$ 5,1 milhões
O juiz Paulo Cézar Alves Sodré, atuante na Sétima Vara Criminal da Justiça Federal em Mato Grosso, comunicou no sábado (16) que leilões de gado apreendidos em nome do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro já renderam R$ 5,1 milhões.

Leia também 
MPE investiga município que recebeu R$ 1 milhão para tratar covid e está com posto cercado por grades

 
Segundo os autos, os bens estão sendo negociados por meio de leilões. Já foram arrematadas diversa cabeças de gado em um valor de R$ 4.871.300,00 . Somando-se a esse valor a quantia de R$ 319.585,38 resultado das vendas diretas efetuadas pela Administração Judicial, com o consentimento deste juízo. O valor total é de R$ 5.190.886,38 proveniente de venda de gado desde setembro de 2020 a janeiro de 2021.
 
Do montante, conforme esclarecido por Paulo Cézar Alves Sodré, será descontado aproximadamente R$ 146 mil, quantia que equivale ao adiantamento da remuneração devida ao administrador judicial.
 
Como se refere à venda de patrimônio apreendido de crime envolvendo lavagem de dinheiro, o recurso arrecadado será destinado ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Apesar de arcanjo não responder acusações sobre tráfico, os leiões são geridos pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).
 
O ex-comendador João Arcanjo Ribeiro chefiou por décadas o crime organizado em Mato Grosso. Ele foi preso em 2003 a pedido do então procurador Pedro Taques e por decisão do juiz federal da época, Julier Sebastião.

Depois da operação, Taques ganhou notoriedade, deixou o MPF e lançou-se na carreira política. Foi eleito senador em 2010 e governador de Mato Grosso em 2014. Concorreu à reeleição em 2018, mas perdeu. Nesse mesmo ano, Arcanjo foi solto e atualmente vive em Cuiabá. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet