Olhar Jurídico

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Geral

MP investiga bar e restaurante por estacionamento irregular e poluição sonora

Da Redação - José Lucas Salvani

14 Set 2019 - 16:22

Foto: Reprodução

MP investiga bar e restaurante por estacionamento irregular e poluição sonora
O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) instaurou dois inquéritos para investigar o Bar do Jarbas e o restaurante Roostic, devido a irregularidades apontadas. O Bar do Jarbas é investigado por estacionamentos irregulares de carros, enquanto o Roostic é por poluição sonora.

Leia mais:
Azul é condenada a pagar R$ 150 mil por adiar embarque e causar morte de cliente

Uma das moradoras do bairro Dom Aquino reclamou ao MP quanto aos carros que estacionam em calçadas e na entrada de garagens, próximo ao Bar do Jarbas. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) foi até o local e confirmou um grande número de veículos com estacionamento irregular. A secretaria ainda apontou a existência de flanelinhas para vagas já existentes, reservadas com cones.

O MP requer à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SMADES) um relatório que apresente as irregulares do bar, além da informação da quantidade de vagas legalmente exigidas para o funcionamento do bar. O documento é de dezembro de 2018.

Quanto ao Roostic, um cidadão apresentou reclamação ao MPMT quanto a poluição sonora restaurante que fica localizado no bairro Quilombo. A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Sorp) foi realizar uma fiscalização no local, mas não constatou emissão de ruídos porque o restaurante já havia encerrado suas atividades.

A Sorp realizou uma nova tentativa de fiscalização, mas novamente o estabelecimento já estava fechado. Ao consultar via telefone, o Roostic informou que o local fica aberto diariamente, no período noturno, enquanto os finais de semana contam com “música ao vivo”. Para o MP, isto “torna incompreensível o não atendimento da requisição ministerial recebida pelo próprio titular da Sorp”.

No inquérito, o MP requer que a secretaria realize uma nova fiscalização, “em dias e horários alternados, se necessário”, com o uso de decibelímetro. A fiscalização também deverá verifica que há a existência de tratamento acústico no local. Caso o requerimento não seja cumprido, o MP irá requisitar a instauração de um inquérito policial. O documento é desta sexta-feira (13).

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ZE NINGUEM O OBSERVADOR
    16 Set 2019 às 10:10

    E AS MESAS NAS CALCADAS NO GETULIO, PODE?

  • Huehue
    15 Set 2019 às 17:12

    quem faz essas reclamações certamente é alguém que esta incomodado por não ser convidado a fazer parte dos eventos, ja passei diversas vezes próximo e seria exagero a reclamação, ainda mais pelo horário. será que não são os mesmos que denunciaram o dont tell mama?

  • Rosenthal
    15 Set 2019 às 08:32

    Essa Secretaria Municipal de Ordem Pública é uma piada. Aqui no Tijucal, no setor 4 tem um bar chamado bar dos amigos onde o som incomoda diversos vizinhos, muitos já até venderam as casas pois já reclamaram junto a polícia e nessa secretaria, nunca sequer vieram no local. Se fosse em bairro de gente "influente", isso não aconteceria.

  • Canuro
    14 Set 2019 às 20:25

    Essa SEMOB deveria, tambem, investigar as novas construcoes de prédios que não reservam as unidades de vagas de visitantes em numero compativel com o numero de apartamentos, conforme preceitura a Lei de Uso e OCupação do Solo. Pois como não disponibilizam vagas, a cada novo prédio há um estreitamento de vias, transformação em mão única, e reserva de vagas para estacionamento em vias públicas. Com isso prejudica os demais municipes, pois tem sua mobilidade reduzida e privilegiam os moradores dos novos prédios.

  • Rodrigo
    14 Set 2019 às 19:24

    Dois butecos em área residencial,importunado a sociedade que quer tranquilidade na noite.

  • Elaine
    14 Set 2019 às 18:32

    Quanta burocracia pra resolver um problema corriqueiro desse.

  • Greve na educação
    14 Set 2019 às 17:40

    A nossa cidade não tem nada de diversão, quando tem o Mp quer barar eu acho que Mp, deveria preocupar com coisas mais relevantes.

Sitevip Internet